Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 27 de outubro de 2017

    NOVA ALVORADA DO SUL| Município completa hoje 26 anos de emancipação

    O município tem atualmente com aproximadamente 20.772 mil habitantes e é um dos mais importantes entrepostos rodoviário de Mato Grosso do Sul.

    © Divulgação
    O município de Nova Alvorada do Sul completa hoje 26 anos de história, nossa redação resgatou e preparou em comemoração a esse dia a história por traz desta linda e promissora cidade. Confira como tudo começou, bem antes do conhecido nome “entroncamento. ”

    - A história de Nova Alvorada do Sul começou em 1878, com a chegada dos irmãos mineiros JOSÉ JUSTINIANO DE SOUZA COELHO e ANTONIO JUSTINIANO DE SOUZA COELHO na região.

    Inicialmente, José Coelho fixou-se na Fazenda Bela Vista e Antônio Coelho, na Fazenda Santa Luzia, sendo o primeiro o patriarca da Família Coelho. Antônio Coelho casou-se com Lucinda Pereira Coelho e teve com ela 09 filhos, entre eles, Leonor de Souza, nascida em 23 de julho de 1889. Leonor casou-se com o jovem Cuiabano Ayres de Araujo, no ano de 1909, tornando-se Leonor de Souza Araújo, tendo com o mesmo 13 filhos, que dentre esses, destacaram-se Irineu, Jofre e Daroy, porém Iracy, uma de suas filhas, morreu aos 3 anos de idade.

    Em 03 de junho de 1937, morreu Ayres, aos 56 anos de idade e, depois disso, Leonor torna-se o esteio da família, residindo, então, na Fazenda Palmeira, hoje pertencente a Darcy de Araújo, comprado futuramente da irmã Umbertina, a Fazenda Cristal, onde nasceu Janes Araújo.

    Leonor de Araújo veio a falecer em 04 de janeiro de 1983, com 94 anos de idade. Irineu de Souza Araújo nasceu em 16 de setembro de 1910, na Fazenda Santa Luzia, tendo se casado com a prima Clotilde Martins Araújo, aos 22 anos de idade. Em 1945, tornou-se um dos líderes de movimentos nessa época, ao lado de muitas famílias da região, devido ao momento político que o país atravessava.

    Em 1948, adquiriu uma chácara na entrada de Rio Brilhante, mudando-se para lá, onde montou a Pensão Sertaneja. Em 17 de fevereiro de 1951 foi eleito vereador com grande margem de voto, tendo posteriormente, apresentado, juntamente com outros vereadores importantes projetos, tais como, o pedido ao governo federal da construção da BR 163 e foi presidente da Câmara por dois anos, morrendo subitamente em 07 de maio de 1965.

    Jofre de Araújo, pai de James de Araújo, pessoa de muita importância na região, por ser um dos desbravadores e sendo assim, em sua homenagem, Pedro Stradiott, criador do Loteamento Maria de Lourdes M. Stradiott colocou em sua homenagem seu nome na principal Avenida deste Loteamento.

    No que se diz respeito ao início da cidade, com loteamentos, tudo começou numa parte da Fazenda Alavanquinha, antes pertencente à Josefa (irmã de Leonor), posteriormente, sendo adquirida por Abraão de Souza Barbosa, que futuramente 31 hectares desta foram comprados por Naur Alves Lopes, que daria início ao que se chamaria Loteamento Nova Alvorada.

    Conforme o livro 2B, folhas 69 e sob matricula número 669 do registro de Imóveis, em 13 de setembro de 1977, Naur Lopes teve a aprovação da Prefeitura de Rio Brilhante, para efetuar o Loteamento, tendo este, 32 quadras, recebendo o nome de Nova Alvorada.

    Pela lei número 3876, de 16 de junho de 1977, cria-se o distrito de Nova Alvorada, antigo ENTRONCAMENTO, sendo este, desmembrado do Distrito de Prudêncio Thomaz (aroeira). O fundador de Nova Alvorada do Sul foi o Senhor Naur Lopes, juntamente com sua esposa, Senhora Maria Pael Lopes, também tendo importante contribuição o Senhor José Pereira dos Santos, também conhecido por Zé Tabinha, que ajudou Naur a desbravar o loteamento. Além desses, o primeiro morador do loteamento foi o Senhor Jonas Preto.

    Da fundação do município para cá, importantes progressos foram acontecendo, destacando em 1982, a construção e implantação da Destilaria Cachoeira, que através de um de seus proprietários, Pedro Stradiott, deu origem ao Loteamento Maria de Lourdes Marson Stradiott, mais conhecido como Vila Nova.

    Posteriormente mais loteamentos foram surgindo, como por exemplo, o Loteamento Bressan, Loteamento Três Fronteiras e °m 1991 o Loteamento Eldorado, este último, de Janes Araújo, sucedendo-se assim a formação do Distrito.

    Assim, o distrito foi crescendo, e os desejos de emancipar-se, criando mais forças na mente de seus habitantes. Nessa época, existia aqui uma administração distrital que teve três subprefeitos, Irineu Araújo Pael, José Alberto Guedes e Heitor Munhoz.

    Finalmente, era chegada a hora de Nova Alvorada emancipar-se de Rio Brilhante e por si próprio seguir seus destinos. Então, com muito empenho de seus políticos e líderes, depois de árdua batalha de conscientização da população, realizou-se no dia 27 de outubro de 1991, um plebiscito para dizer se a população queria sim ou não a emancipação. Nesse plebiscito, onde 2302 votaram sim e 54 votaram não, e 40 votaram brancos ou nulos.

    Então a partir deste resultado, em 18 de dezembro de 1991, o então Governador do Estado do Mato Grosso do Sul, Pedro Pedrossian, sancionou a lei número 1223, criando o 73º município de Mato Grosso do Sul O município de Nova Alvorada do Sul completa hoje 26 anos de história. Nossa redação resgatou e preparou em comemoração a esse dia, a história por traz desta linda e promissora cidade. Confira como tudo começou, bem antes do conhecido nome “entroncamento. ”

    Fonte: novaalvoradanews


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS