Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 25 de outubro de 2017

    A caminho de MS, Cabral ficará em solitária, sem direito a TV, nem rádio

    Horário de transferência do ex-governador não foi divulgado

    Ex-governador foi preso em 17 de novembro do ano passado © Divulgação
    A regra em todos os presídios federais é a mesma, então, assim como líderes do crime organizado e presos por terrorismo, o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), não terá regalias.

    Logo que chegar no Presídio Federal de Campo Grande, Cabral não poderá mais assistir à TV, nem ouvir rádio. Ele ficará trancado sozinho em uma cela e terá direito a banho de sol só duas vezes por dia.

    Até a publicação desta reportagem, o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) não havia divulgado informações sobre o horário para transferência do ex-governador. Mas informações extraoficiais dão conta de que ele chegará até o fim do dia.

    A defesa do ex-governador entrou com um pedido de habeas corpus no Tribunal Regional Federal 2 (TRF-2) solicitando a permanência dele no presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio. A petição foi negada pelo Tribunal nesta terça-feira (24). 

    Segundo o Uol, a penitenciária sul-mato-grossense foi escolhida porque tem uma ala separada que reúne chefes do crime organizado. A unidade é uma das quatro penitenciárias federais do país. As outras ficam em Mossoró (RN), Catanduvas (PR) e Porto Velho (RO).

    Ontem, desembargador Abel Gomes, do TRF 2, pediu ao juiz Marcelo Bretas o vídeo do interrogatório conduzido por ele, no qual aceitou a transferência de Cabral para o presídio federal. Em despacho, ele determinou a remessa de cópia do áudio e vídeo da audiência, da decisão proferida e demais elementos afetos ao fato.

    PRISÃO

    Sérgio Cabral foi preso no dia 17 de novembro do ano passado, na operação batizada como Calicute. O ex-governador foi alvo de dois mandados de prisão preventiva, um expedido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, e outro pelo juiz Sérgio Moro, em Curitiba.

    No dia 28 de maio, ele foi transferido para a cadeia pública José Frederico Marquês, nova unidade prisional construída em Benfica, na Zona Norte do Rio.

    A ala em que ele fica é destinada a presos com nível superior e casos de não pagamento de pensão alimentícia. Antes de ir para Benfica, o ex-governador estava em Bangu 8.

    Fonte: CE
    Por: LUANA RODRIGUES


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS