Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 28 de setembro de 2017

    Reinaldo Azambuja “abre as portas” do turismo de Mato Grosso do Sul para o mundo

    Estado quer aumentar número de turistas em 20%, para perto de 1 milhão de visitantes por ano

    © Chico Ribeiro
    São Paulo (SP) – Pela primeira vez um site voltado para a promoção do turismo de Mato Grosso do Sul, nos diversos destinos, foi lançado pelo Governo do Estado. O site promocional (www.visitms.com.br) foi inaugurado com a campanha de marketing “Visit MS” nesta quinta-feira (28) na ABAV Expo Internacional de Turismo 2017, umas das feiras de turismo mais importantes das Américas, realizada em São Paulo (SP).

    O lançamento contou com a presença do governador Reinaldo Azambuja e do secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck. “Temos o turismo como um meio de desenvolvimento e crescimento do Estado. Temos muitos roteiros turísticos e precisamos aproveitar esse potencial divulgando as belezas que o Mato Grosso do Sul oferece, principalmente no ecoturismo”, disse o governador.

    Mato Grosso do Sul recebe anualmente cerca de 800 mil turistas, e a meta do Governo é ampliar esse número em pelo menos 20%, para algo mais próximo de 1 milhão de visitantes por ano. “Temos um conjunto de atrativos naturais, principalmente o Pantanal e Bonito, mas existem outras regiões com potencial turístico. Atualmente temos 47 municípios do Estado com potencial para o turismo e queremos atrair gente de dentro e de fora do Brasil para eles”, afirma o secretário Jaime Verruck. Na região do Pantanal, cerca de 70% dos turistas são estrangeiros e em Bonito o percentual já chega a 30%.
    Estande mostra potenciais turísticos de MS na ABAV © Chico Ribeiro
    Segundo o secretário, o Estado vem melhorando sua infraestrutura de turismo, com rede hoteleira, volume de vôos adequados e capacitação dos profissionais de turismo. O Mato Grosso do Sul tem um plano Estadual de Desenvolvimento do Turismo, que possui três diretrizes: infraestrutura, desenvolvimento de novos produtos de turismo e a busca de novos mercados. 

    Para atrair mais turistas ao Estado, a campanha promocional tem foco em públicos específicos e divulgação massiva em mídias digitais, como redes sociais. “Trabalhamos cinco meses no nosso posicionamento de mercado, o que vamos comunicar, como e para quem. Definimos esse roteiro junto com uma agência de publicidade e retomamos a marca ‘Isso é Mato Grosso do Sul’, que é assinatura do turismo do nosso Estado, entendendo quais mercado que a gente iria trabalhar”, conta Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundação de Turismo do Mato Grosso do Sul (Fundtur-MS).

    Atualmente, Mato Grosso do Sul é referência de turismo ecológico no Brasil. Entre os destinos, se destaca a cidade de Bonito e a região do Pantanal, mas o Estado tem 47 municípios com potencial turístico. Bonito já foi eleita por diversos prêmios como o melhor roteiro de ecoturismo no Brasil devido os seus rios cristalinos, cachoeiras, boa infraestrutura e política de conservação ambiental. Outro destino é o Pantanal, ecossistema que está 70% dentro do Estado e é reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade. “Mato Grosso do Sul foi um dos melhores pontos turísticos que já fui”, disse Edmar Bull, presidente nacional da Abav (Associação Brasileira das Agências de Viagens).
    Reinaldo Azambuja e o presidente da Associação Brasileira das Agências de Viagens (ABAV Nacional), Edmar Bull © Chico Ribeiro
    No estande do Mato Grosso do Sul na ABAV Expo é possível ter um pouco da experiência desses lugares com o óculos de realidade virtual de destinos turísticos de MS na Cabine 360º e degustação de comida regional com o chef Marcílio Galeano, da Associação dos Cozinheiros Profissionais do Pantanal. O evento ainda contou com o melhor da música sul-mato-grossense, com shows de Gabriel Sater, Jerry Espíndola, Rodrigo Teixeira, Ju Souc e Renan Nonato.

    Fonte: Subsecretaria de Comunicação (Subcom)


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS