Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 29 de setembro de 2017

    Em comemoração aos 40 anos de MS, Sanesul lança R$ 67,8 milhões em obras

    Ao todo, 23 municípios do estado foram contemplados com os investimentos para melhoria dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário

    Governador, diretor-presidente da Sanesul, e autoridades descerram placa de inauguração do Arquivo Central
    O governador Reinaldo Azambuja, juntamente com o secretário de Infraestrutura, Marcelo Miglioli, o diretor-presidente da Sanesul, Luiz Rocha, prefeitos e autoridades entregaram veículos, inauguraram e assinaram ordens de serviço e autorizações para licitação no valor de R$ 67,8 milhões nesta sexta-feira (29). Ao todo, 23 municípios do estado foram contemplados com os investimentos para melhoria dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário.

    Para o governador, Mato Grosso do Sul tem muito a comemorar nestes 40 anos de história, principalmente com relação aos investimentos em infraestrutura, como obras de saneamento, que melhoram a saúde e a vida das pessoas. “Estamos investindo em obras, melhoria da eficiência, e estamos buscando parcerias e financiamentos para ampliar o saneamento no estado. Queremos cada vez mais fortalecer a Sanesul e a partir daí fazer com que Mato Grosso do Sul seja o primeiro estado a atingir a plenitude na coleta e tratamento de esgoto e abastecimento de água. A entrega e lançamento destas obras mostra que a Sanesul tem capacidade de investimento e que o Governo está construindo pilares sólidos para dar respostas à sociedade, contribuindo com o futuro das nossas crianças e das próximas gerações”, afirmou Reinaldo Azambuja.
    O secretário Miglioli destacou os investimentos do Governo do Estado e em explicou a importância de ter o setor de Infraestrutura do estado trabalhando de maneira integrada para garantir eficiência. “A integração entre a Agesul, Agehab, MS Gás e Sanesul, de forma estudada, planejada, faz com que não se seja feito retrabalho. Antes de fazer um recapeamento por exemplo, conversamos com a Sanesul para fazer a substituição das redes antes”, citou. 

    “É um dia de muitas conquistas para nós, da Sanesul, e para a população, que está recebendo investimentos que vão melhorar sua qualidade de vida. É importante destacar que, apesar do cenário econômico adverso, os recursos para a compra dos veículos, e das obras que estão sendo entregues e lançadas hoje, são todos próprios da Sanesul, com exceção da perfuração de um poço em Camapuã. Também recuperamos posições e estamos entre as mil maiores empresas do Brasil. A dedicação e o comprometimento fez com que pudéssemos superar as dificuldades e fazer os investimentos necessários, como em Ivinhema, onde vamos implantar o sistema de esgoto”, destacou o diretor-presidente Luiz Rocha.


    Foram entregues 20 veículos, investimento de R$ 3,7 milhões © Divulgação
    Foram entregues três caminhões com braço valetador, um caminhão com guindaste veicular, 13 retroescavadeiras, um caminhão pipa, um caminhão caçamba basculante e uma van para atendimento volante aos clientes, investimento de R$ 3.750.038,00, com recursos próprios da Sanesul, e inaugurados um poço tubular profundo e o Arquivo Central da Sanesul. O poço tem capacidade de produção de 4,8 mil litros de água por hora, e vai atender a envasadora da Sanesul em Campo Grande, que produz diariamente cinco mil copos de água. Já o Arquivo Central foi construído na sede da empresa, em Campo Grande, para armazenar os documentos da Empresa de acordo com a determinação do Governo do Estado, obedecendo a critérios de armazenamento e temporalidade. Os investimentos são de R$ 230 mil e de R$ 190 mil, respectivamente, ambos recursos próprios da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul.

    As ordens de serviço englobam ainda a perfuração de dois poços tubulares profundos em Mundo Novo, com previsão de vazão de 30 mil litros de água por hora cada um, no valor de R$ 391 mil, recursos próprios da Sanesul, e a perfuração e ativação de poço tubular profundo em Camapuã, com previsão de vazão de 30 mil litros de água por hora, no valor de R$ 1 milhão, única obra lançada nesta sexta-feira que não contém recursos exclusivos da Sanesul, e também conta com recursos do Governo Federal.

    Entre as autorizações de licitação estão a construção de uma Estação de Tratamento de Esgotos em Ivinhema, com capacidade para tratar 40 litros de esgotos por segundo, ao custo de R$ 3,6 milhões, recursos próprios da Sanesul, garantindo esgotamento sanitário para o município.

    Ainda durante o evento também foram assinadas ordem de compra de 15 caminhões basculantes com carrocerias, para utilização das gerências regionais da Sanesul, no transporte de materiais para reparo das vias após manutenção nas redes de água e esgoto, investimento de R$ 2,3 milhões, recursos próprios da Empresa.

    Os municípios contemplados com os investimentos são Aquidauana, Bonito, Camapuã, Chapadão do Sul, Corumbá, Coxim, Dourados, Guia Lopes da Laguna, Itaporã, Ivinhema, Jardim, Laguna Carapã, Maracaju, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Porto Murtinho, Rio Brilhante, Santa Rita do Pardo, Sidrolândia e Três Lagoas.

    No total, são mais de R$ 800 milhões de investimentos em saneamento na gestão do governador Reinaldo Azambuja

    Os investimentos do governo do Estado, através da Sanesul, na implantação e ampliação dos sistemas de abastecimento de água e esgoto em Mato Grosso do Sul, na gestão atual (2015/2018), somam cerca de R$ 800 milhões de reais, entre obras executadas, em execução e a executar, com recursos próprios e do Governo Federal.São mais de 160 obras, sendo que destas, 86 já foram concluídas (sendo que 54 estavam inacabadas), em 41 municípios, e 80 estão em execução, em 39 cidades do estado.

    Ao todo, foram e estão sendo perfurados 47 poços e construídos mais 58 novos reservatórios e 744 quilômetros de redes de distribuição.
    Governador assina ordens de serviço
    Os novos reservatórios armazenam mais de 36 milhões de litros de água. Além disso, a Sanesul está investindo na construção, ampliação e melhorias de 9 estações de tratamento de água.

    A Sanesul trata, hoje, mais de nove bilhões e meio de litros de água por mês, em 17 estações de tratamento e 386 poços.

    Esgotamento sanitário

    As redes de esgoto também estão sendo ampliadas, com a construção de dois mil quilômetros de novas redes coletoras e 108.730 novas ligações domiciliares de esgoto, garantindo mais saúde a mais de um milhão e meio de sul-mato-grossenses.

    Estão sendo construídas e ampliadas 38 Estações de Tratamento de Esgoto (ETE´s) e 83 novas elevatórias de esgoto. Ao todo, a Sanesul tem 59 ETE´S em operação em 50 municípios e um distrito, e trata 100% do volume de esgoto coletado. São coletados e tratados, mensalmente, 1,5 bilhão de litros de esgoto. 
    Evento foi realizado no Complexo Operacional da Sanesul, em Campo Grande


    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS