Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 11 de agosto de 2017

    Herdeira de banco suíço doa R$ 500 mil ao ex-presidente Lula

    Entre as doações está o último cheque da mesada de seu avô no valor de 28 mil francos suíços

    © Reprodução Facebook
    A herdeira da família fundadora do banco Credit Suisse, Roberta Luchsinger, criou um movimento em apoio financeiro ao ex-presidente Lula após o pedido de Moro pelo bloqueio de quase R$ 10 milhões em planos de previdência e contas bancárias. A neta do suíço Peter Paul Arnold Luchsinger doou cerca de R$ 500 mil em dinheiro, joias e outros bens de valor ao petista.

    "Com o bloqueio dos bens de Lula, Moro tenta inviabilizá-lo tanto na política quanto pessoalmente. Vou fazer uma doação para que o presidente possa usar conforme as necessidades dele", disse Roberta.

    Entre as doações está o último cheque da mesada de seu avô, que morreu no dia 8 de julho, no valor de 28 mil francos suíços (cerca de R$ 91 mil).

    "Foi o último cheque que recebi dele e vou repassar integralmente ao Lula. Agora, já podem dizer que ele tinha conta na Suíça, aquela que os procuradores da Lava Jato tanto procuraram e não acharam", ironiza.

    De acordo com a coluna 'Rede Social', da Folha de S. Paulo, Roberta pretende lançar sua candidatura a deputada estadual pelo PCdoB na eleição de 2018.

    "Roberta tem personalidade própria, é progressista e provém de um segmento social pouco usual no nosso partido. É muito bem-vinda neste momento em que buscamos renovação e queremos trazer pessoas de bem para a política", disse o vice-presidente do PCdoB, Walter Sorrentino.

    Roberta critica os cortes em programas sociais aprovados na gestão do presidente Michel Temer e diz que apoia a taxação sobre grandes fortunas. Segundo a reportagem, a herdeira não acha incompatível lutar por uma sociedade igualitária, mesmo com seu estilo de vida sofisticado.

    Fonte: NAOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS