Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 25 de julho de 2017

    Dupla em moto mata jovem e fere homem a tiros depois de perseguição

    Crime aconteceu no bairro Nova Aquidauana. (Foto: Tamon e Luiz Guido/ O Pantaneiro)
    Leandro Campos da Costa, 24 morreu e José Erasmo Campos da Silva, 37, ficou ferido, depois de serem atingidos por tiros disparados por dois homens que estavam em uma moto. As vítimas ainda tentaram se esconder em um bar no bairro Nova Aquidauana, mas foram perseguidas. O crime aconteceu por volta de 20h30 de ontem (24) em Aquidauana, distante 135 km de Campo Grande.

    Segundo informações do boletim de ocorrência, a mulher de Leandro contou à Polícia Civil que ela, o marido e Erasmo, que é tio do jovem, estavam em VW Gol, quando no cruzamento da rua Estevão Alves Corrêa com Geovani Toscano de Brito, os três perceberam que dois homens em uma moto Honda Fan, começaram a persegui-los.

    A dupla de moto se aproximou várias vezes do veículo, mas não falava nada. Erasmo então disse ao sobrinho que conduzia o carro, para ele encontrar um local movimentado e seguro para estacionar o veículo, foi quando Leandro parou em frente a uma lanchonete.

    Neste momento, o passageiro da moto desceu, foi em direção ao veículo, deu a volta até o lado do passageiro onde estava Erasmo, que para se proteger, saiu correndo e entrou na lanchonete. Ele foi perseguido pelo homem da moto e atingido por um tiro.

    Leandro correu para socorrer o tio, mas também acabou sendo atingido por um tiro e morreu no local. A esposa da vítima contou ainda que o outro homem que ficou na moto disse para ela não sair do carro, porém, a mulher desceu do veículo e saiu correndo, momento em que o homem atirou quatro vezes, mas os tiros atingiram o carro das vítimas.

    Os atiradores, após o crime, fugiram. Eles não foram reconhecidos, pois ambos estavam com capacete.

    Os investigadores presentes no local afirmaram que foram efetuados nove tiros, sendo quatro que atingiram o carro das vítimas, um tiro em Leandro e um em Erasmo e três tiros atingiram a parede da lanchonete.

    A polícia acredita também que as armas usadas no crime sejam revólveres, pois não foram encontradas cápsulas pelo local. Erasmo foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros com um ferimento no abdômen, passou por cirurgia e não corre risco de vida.

    Um dos militares que socorreu Erasmo, relatou que a vítima disse que quem tinha cometido o crime era um policial militar, mas não disse o nome do suspeito.

    Tráfico de drogas – Conforme apurou o site Jornal de Notícias do Estado, José Erasmo, que já foi motorista do Conselho Tutelar (não há informações se ele continua na função), tinha sido preso em julho de 2016 por tráfico de drogas. Ele foi flagrado em Nioaque, na BR-060, com quase 100 quilos de maconha.

    Fonte: campograndenews
    Por: Renata Volpe Haddad
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS