Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    sexta-feira, 21 de julho de 2017

    Cego mata mulher grávida a facadas e diz que era tratado como 'escravo'

    No entanto, os investigadores acreditam que o homem matou Risoleta de Alencar, de 30 anos, depois de desconfiar de uma suposta traição

    © Reprodução / TV
    Um deficiente visual confessou que matou a mulher grávida a facadas, durante uma briga na residência do casal, em Feira de Santana, na Bahia. O crime ocorreu na quinta-feira (20).

    À Polícia Civil, o homem alegou que agiu em legítima defesa já que a vítima o tratava como "escravo" e teria tentado esfaquear ele.

    No entanto, os investigadores acreditam que o homem matou Risoleta de Alencar, de 30 anos, depois de desconfiar de uma suposta traição.

    Segundo informações do G1, o bebê que a vítima aguardava também morreu. O outro filho do casal, de um ano e meio, presenciou toda a cena. Ele foi preso tentando sair da cidade com a criança.

    “Ele [Teódolo] falou que a mulher explorava ele, com afazeres domésticos, mas era briga normal de todo casal. Ele alega que sentiu essa faca na mão da mulher. Mas o corpo da mulher estava do lado da cama de casal. A polícia acredita que ele matou a mulher dormindo. Ele tentou degolar a mulher”, afirma o delegado responsável pelo caso, Gustavo Coutinho.

    Segundo o delegado, Teódolo poderá responder por feminicídio, aborto e sequestro da criança.

    Fonte: NAOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS