Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 15 de junho de 2017

    Celebração e Corpus Christi reúne 20 mil em missa e procissão no Centro

    Fiéis e tapetes celebram Corpus Christi nesta quinta-feira. (Foto: Marcos Ermínio)
    Fieis lotaram a Rua 14 de Julho com a Avenida Mato Grosso, em Campo Grande, onde acontece nesta quinta-feira (15) a celebração de Corpus Christi. Famílias relatam importância da data e dizem que hoje é dia para reforçar a fé.

    Para os católicos, o dia de Corpus Christi celebra solenemente o mistério da Eucaristia - o sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo. O nome em latim significa Corpo de Cristo. Pelo menos 20 mil acompanham.

    Depois da missa de agora, ministrada pelo arcebispo de Campo Grande, dom Dimas Lara Barbosa, os fiéis vão seguir em procissão até a Avenida Fernando Corrêa da Costa, local onde encerrará.

    Contabilizando “provações” que já passou ao longo da vida, Nilva Gomes da Silva, 66 anos, disse que só conseguiu superá-las “por conta da fé”.

    “Vim aqui para agradecer. Eu tenho diabete de alto risco, passei por uma cirurgia no fígado e por conta disso tenho 88 pontos na barriga. Tive períodos em que quase não andei e em todos estes momentos eu pedi a Deus uma solução e ele sempre me deu”, relata.
    Arcebispo de Campo Grande, Dom Dimas (à esquerda) celebrou missa na Capital  (Foto: Marcos Ermínio)

    A filha Daniele Gomes, 35 anos, conta que a família sempre foi católica e acompanha a missa todo ano. Para ela, mais que um feriado, o dia representa a presença de Deus na vida.

    Aparecida Maria Lemos, 49 anos, dizem que a celebração de hoje “é forma de agradecer, renovar e fortalecer a fé”.

    Ao longo da vida, milhares de pessoas acompanham a missa. Por volta das 17h15, os fieis começaram a procissão.

    Segundo o padre Odair Costa, da paróquia Santo Antônio, este ano, diferente dos outros, a imagem de Nossa Senhora de Abadia seguirá à frente de Jesus Cristo, pois a igreja de mesmo nome inicia as celebrações dos 60 anos desde sua fundação.

    Com os três filhos pequenos, Alexandre Nogueira, 38, e Vivian da Silva Rodrigues, de 36 anos, eles acreditam a participar da missa “é forma de dar um norte para os filhos sobre o caminho correto”. “Essa é a mensagem principal na religião”.

    Vivian comenta que trazê-los na celebração é uma forma de dar um norte para eles sobre o caminho correto a seguir na vida, essa mensagem principal da religião.
    Milhares de fiéis reunidos em missa na rua 14 de julho. (Foto: Marcos Ermínio)

    Fonte: campograndenews
    Por: 
    Mayara Bueno e Adriano Fernandes
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS