Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 20 de abril de 2017

    Diretores devem ficar atentos a aluno quieto e deprimido, diz secretaria

    Será encaminhada uma carta aos pais e responsáveis de alunos do Estado para orientar sobre o jogo

    Secretária de Educação do Estado, Maria Cecília Amendola da Motta. (Foto: Marcos Ermínio)
    Os diretores das escolas estaduais devem ficar atentos aos alunos quietos e deprimidos, essa foi a recomendação da responsável pela SED (Secretaria de Educação do Estado), Maria Cecília Amendola da Motta. De acordo com ela, o jogo sobre suicídio conhecido como Baleia Azul é uma questão de saúde pública.

    Durante o evento na Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) nesta quinta-feira (20), ela ressaltou que os casos de suicídios e de jovens que estão participando do jogo serão levados para a SES (Secretaria do Estado de Saúde).

    "Também pedimos aos diretores para que fiquem em alerta se perceberem crianças quietas ou deprimidas. Para que tenha a identificação e uma avaliação se está ocorrendo algo diferente", afirmou.

    A secretaria reforçou que hoje será encaminhada uma carta aos pais e responsáveis de alunos do Estado para orientar sobre o jogo. "Se for constatado algum caso é preciso fazer o devido encaminhamento para a secretaria de saúde, já que se trata de uma questão de saúde pública", destacou. 

    No mesmo evento, o governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB), disse que o caso também está sendo investigado pela PF (Polícia Federal), mas a orientação tem que ser feitas nas unidades escolares.

    "Se trata de um caso de polícia que precisa de investigação a nível de Brasil. A PF já dentro do assunto, mas é importante que tenha essa orientação no momento até para que não se crie um estado de pânico", destacou.


    Fonte: campograndenews
    por: Yarima Mecchi e Leonardo Rocha
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS