Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 10 de novembro de 2016

    Obama recebe Trump na Casa Branca e diz ter tido ‘excelente’ diálogo

    Divulgação

    O presidente dos EUA, Barack Obama, disse ter tido “excelente” diálogo sobre política nacional e internacional ao receber seu sucessor, o republicano Donald Trump, nesta quinta-feira, 10, na Casa Branca. Os dois iniciaram o processo de transferência de poder que se encerrará com a posse do bilionário, no dia 20 de janeiro. Trump, por sua vez, disse estar “aberto” a receber os conselhos de Obama.

    A reunião dos dois começou às 14 horas (no horário de Brasília) e representa o início da transição da presidência de Obama para Trump, que prometeu acabar com parte do legado do democrata em áreas como imigração e reforma da saúde, além de romper o acordo nuclear assinado com o Irã em 2015.

    O presidente eleito saiu de seu apartamento na Trump Tower, em Manhattan, ao meio dia e aterrissou com seu avião privado em Washington pouco depois. Ele chegou à Casa Branca pelo Jardim Sul, uma área que não é acessível para repórteres e cinegrafistas.

    Depois do triunfo na votação de terça-feira, Trump fez reuniões privadas com seus assessores mais próximos, ligou para seus parentes, conversou com seguidores e com seu companheiro de chapa e, agora, de governo, Mike Pence, que ocupará o cargo de vice-presidente.

    Este é o primeiro encontro pessoal de Trump e Obama depois das eleições, apesar de os dois terem se falado por telefone na madrugada de quarta-feira, por volta das 6h30, depois de o republicano ter sido confirmado como vencedor da disputa.

    Ao mesmo tempo em que o presidente e seu sucessor se reúnem, a primeira-dama americana, Michelle Obama, também recebeu a futura primeira-dama, Melania Trump. Ainda nesta quinta-feira, na Casa Branca, devem se encontrar o atual vice-presidente, Joe Biden, e o companheiro de Trump, Mike Pence, que conversaram na quarta-feira por telefone.

    Na Avenida Pensilvânia, na frente da Casa Branca e considerada o coração da capital americana, foram montadas as tradicionais grades para que os cidadãos possam acompanhar a saída do antigo presidente e a entrada do novo líder na mansão presidencial no dia da posse de Trump. / EFE



    Da Redação com informações Estadão

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS