Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 10 de novembro de 2016

    COSTA RICA| Alunos da Escola Municipal Cotrisa de Baús ganham brinquedoteca por meio de parceria entre o Governo Municipal e a empresa Syngenta e Grupo JCN

    Foto: Júlio Cezar - ASSECOM/PMCR

    O prefeito Waldeli dos Santos Rosa e a secretária de Educação Costa Rica - MS, professora Mestre Manuelina Martins da Silva Arantes Cabral por meio de uma parceria com a empresa Syngenta, APM – Associação de Pais e Mestres - e Grupo JCN, entregaram na semana passada mais uma brinquedoteca para os alunos da REME - Rede Municipal de Educação. 

    Desta vez a unidade beneficiada foi a Escola Municipal Cotrisa de Baús. Ao todo foram investidos cerca de R$ 40 mil na brinquedoteca que conta com mobiliário novo, brinquedos, livros infantis e aparelhos tecnológicos.

    “É um espaço criado com o objetivo de proporcionar estímulos para que as crianças possam brincar livremente e interagir com as outras, proporcionando a compreensão da importância dos brinquedos, dos jogos e das brincadeiras, na evolução do processo de seu desenvolvimento cognitivo, afetivo, físico e social”, destacou o prefeito Waldeli ao agradecer a empresa Syngenta, o Grupo JCN e a APM pelo investimento na Educação.

    Esta não é a primeira vez que parceria entre a iniciativa pública e privada beneficia escolas municipais de Costa Rica. O engenheiro Agrônomo Rodrigo Andrade de Melo, disse durante a inauguração que o investimento permite criar o vínculo social com a região de atuação da Syngenta, e que ações com esse objetivo vão se repetir nesse modelo de parceria com o Município.

    A secretária de Educação, Prof.ª Me. Manuelina Martins, complementou que a brinquedoteca é um núcleo onde se adquire conhecimento através dos brinquedos. “Através desse espaço a criança é estimulada, possibilitando o acesso a uma grande variedade de brinquedos, permitindo explorar, sentir e experimentar, facilitando seu desenvolvimento na construção de seu próprio conhecimento, da autonomia, da criatividade e liberando suas fantasias”.



    Fonte: ASSECOM


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS