Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 12 de setembro de 2016

    FRONTEIRA| Executados com tiros de fuzil estariam ligados ao narcotráfico e atentado

    Homens foram executados por pistoleiros na tarde desta segunda (Foto: Porã News/Leo Veras)

    Os homens executados na tarde desta segunda-feira (12) no bairro Santa Tereza, em Pedro Juan Caballero, na fronteira com Ponta Porã, distante 323 km de Campo Grande, teriam sido mortos por suposto envolvimento com o tráfico de drogas e pela morte de Júlio Cesar Riquelme Gomes e o atentado ao seu primo Samuel Riquelme Escobar no início do mês, segundo informações locais.

    De acordo com o site Porã News, Lucio Villagra estaria realizando a venda de drogas na região e estaria sendo investigado pela morte de Júlio Cesar Riquelme Gomes, executado com vários disparos de pistola 9 milímetros na tarde da última quarta-feira (07) em um Lava Car da cidade de Pedro Juan Caballero. 

    Além disso, o produtor também estaria sendo investigado sobre o ataque ao agente da policia Nacional de Amambay, Samuel Riquelme Escobar (39) vulgo Pira Pyta, na manhã de sexta-feira (9) no bairro Virgem de Caacupe.

    Execução 

    As vítimas foram atingidas por vários disparos de uma pistola 9 milímetros enquanto ainda estavam dentro de uma caminhonete Toyota Hilux com placas do Paraguai.

    Os homens teriam parado para conversar com duas pessoas que estavam a bordo de uma motocicleta, após algum tempo os pistoleiros teriam sacado uma arma e disparado contra o produtor rural e o secretário.

    Populares avisaram a polícia local após o ataque dos pistoleiros. Milciadez Sanguina chegou a ser socorrido no Hospital Regional de Pedro Juan Caballero mas não resistiu aos ferimentos.




    Fonte: campograndenews
    por: Fernanda Yafusso
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/cidades/interior/executados-com-tiros-de-fuzil-estariam-ligados-ao-narcotrafico-e-atentado

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS