Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 5 de setembro de 2016

    Em poucas horas, cratera aberta no asfalto de avenida fez 19 vítimas

    Carros fizeram fila na avenida depois de caírem em buraco (Foto: Alcides Neto)

    Em poucas horas, um buraco na Avenida Ministro João Arinos, na região do bairro Chácara Cachoeira, em Campo Grande, fez 19 vítimas nesta segunda-feira (5). “Escondido” pela água da chuva que caiu durante todo o dia, motoristas acabaram caindo no local e, em alguns casos, tiveram até dois pneus de seus veículos furados.

    Somente entre 18h e 19h a fila de motoristas com o pisca alerta ligado sinalizando que estavam com problemas era de nove carros. Para que não fizesse mais vítimas, motoristas improvisaram uma sinalização com galhos de árvores no entorno do local.

    O buraco também foi 'personagem' de reportagem do Campo Grande News horas antes, em texto que retrata o desperdício de dinheiro público com o tapa-buracos na cidade. Durante a tarde, a equipe do jornal flagrou quatro motoristas parados no trecho, também com seus carros danificados.

    Para o motorista Eudes Lima, 38 anos, que conduzia um Prisma, o buraco deu as “boas vindas” da capital morena a ele e seus dois filhos. “Acabei de chegar de Três Lagoas para passar o feriado na casa de minha irmã e fui recepcionado pelo buraco. A situação do asfalto em minha cidade não é boa, mas eu não imaginava que na Capital do Estado estava bem pior”, disse o motorista, que amargou o prejuízo de dois pneus e ainda aguardava a chegada de seu cunhado com um step, para então chegar ao seu destino.
    Alguns motoristas amargaram o prejuízos de dois pneus furados (Foto: Alcides Neto)

    Opinião que foi compartilhada pelo vidraceiro Leandro Chamorro, 37 anos. Ele disse que passa pelo local todos os dias e tem a certeza que nesta manhã não havia nenhum buraco. “O asfalto de nossa cidade é tão vagabundo que apenas um dia inteiro de chuva é o suficiente para abrir buracos como este”, disse o homem, que conduzia um Monza e seguia para a região do Shopping Campo Grande onde buscaria a mulher no trabalho e a levaria para a faculdade.

    “Furei um dos pneus do meu veículo. Mas, o que me deixa indignado é que há alguns dias entortei as duas rodas de uma motocicleta que tinha em outro buraco como este”, afirma.

    Uma das últimas “vítimas” do buraco foi a caixa Tainara Chaves, 27 anos, que conduzia um Ford Ka e ao cair no local também acabou furando um dos pneus de seu veículo. “Todo dia percorro esse trajeto com meu namorado e não tinha visto esse buraco. Agora vou ter que arcar com o prejuízo e nem sei quanto custa um pneu”, desabafa.

    Enquanto a nossa equipe esteve no local, tanto durante a tarde como no começo da noite, nenhuma equipe da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) foi vista nas proximidades para alertar os motoristas.
    Buraco foi sinalizado com galhos para que não fizesse mais vítimas (Foto: Alcides Neto)

    Investimento 

    Números da Prefeitura de Campo Grande revelam que, atualmente, o serviço de tapa-buracos na cidade custa ao menos R$ 1,5 milhão por mês.

    A técnica usada para o tapa buraco da Rua Ministro João Arinos já foi relatada por nós em julho deste ano, quando o serviço de tapa-buraco foi feito na região do Carandá Bosque. À época a Prefeitura informou que se tratava de novidade para gerar mais rapidez no processo.

    Na tarde de hoje, a prefeitura confirmou que se trata do uso de massa fria em pequenas erosões, dispensando a necessidade de grande equipe e uso de rolo compressor para compactá-la nos buracos, agilizando o trabalho.



    Fonte: campograndnews
    Por: Guilherme Henri e Anahi Zurutuza
    Link original:http://www.campograndenews.com.br/cidades/capital/em-poucas-horas-cratera-aberta-no-asfalto-de-avenida-fez-19-vitimas

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS