Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    segunda-feira, 19 de setembro de 2016

    Corpo do delegado Wagner Giudice é enterrado em São Paulo

    Ele morreu de infarto em Fernando de Noronha, onde passava férias. Giudice foi diretor do Deic e foi responsável por casos de repercussão.

    delegado Wagner Giudice - Divulgação

    O corpo do delegado Wagner Giudice, ex-diretor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), foi enterrado neste domingo (18) no Cemitério Gethsêmani, no Morumbi, Zona Sul da capital paulista. Atualmente, ele comandava a primeira seccional do Centro de São Paulo.

    Giudice morreu neste sábado (17) aos 52 anos, após sofrer um infarto em Fernando de Noronha(PE), onde passava férias com a família.

    Segundo informações do blog Viver Noronha, o corpo de um turista de São Paulo foi encontrado no mar na praia Cacimba do Padre.

    Wagner Giudice ficou mais conhecido por sua atuação à frente da Divisão Antissequestro do Deic em casos de muita repercussão, como os sequestros do publicitário Washington Olivetto, e de Patrícia Abravanel, da filha do empresário Silvio Santos.

    Em quase 30 anos a serviço da polícia, atuou também Departamento de Homicídios, Departamento de Identificação e Registro Diversos e Departamento de Capturas e Delegacias Especializadas (Decade). Ele ocupava o cargo de delegado seccional do Centro (Decap).
    Polícia Civil de SP confirmou a morte de Wagner Giudice no Facebook (Foto: Reprodução/Facebook/Yara KassandWagner Giudice)




    Do G1 São Paulo

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS