Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 28 de setembro de 2016

    Ações do Senai fazem indústria alimentícia de Dourados aumentar produtividade em 26%

    Divulgação

    Foi seguindo à risca os ensinamentos de duas consultoras do Senai que, em apenas três meses, a indústria Donana Alimentos, em Dourados (MS), conseguiu aumentar a produtividade em 26%. O incremento é resultado do uso da metodologia Manufatura Enxuta (Lean Manufacturing), baseada na redução dos desperdícios mais comuns no processo produtivo: superprodução, tempo de espera, transporte, excesso de processamento, inventário, movimento e defeitos.

    Essa metodologia está sendo implementada pelo Senai em Mato Grosso do Sul como parte do Programa Brasil Mais Produtivo, que visa aumentar a produtividade das indústrias brasileiras, por meio da redução nos custos de produção e ganhos em qualidade, além da melhoria do ambiente de trabalho. Durante três meses, entre julho e setembro, funcionários da Donana Alimentos receberam orientações acerca do processo de fabricação da linha de molho de tomate da marca, desenvolvida há dois anos para ser carro-chefe da marca.

    “Passamos quase dois anos trabalhando com uma sistemática que nos gerava mais gastos e uma produção inferior em relação a que alcançamos agora, depois da consultoria”, afirmou o gerente-administrativo da Donana Alimentos, Paulo Henrique Brasil Gonder. “Focados em produzir, muitas vezes não nos atentamos para determinadas necessidades. Os técnicos do Senai têm uma visão diferenciada, que altera pequenos detalhes, mas que fazem uma diferença enorme. Foi uma revolução aqui na empresa, ficamos muitos felizes”, acrescentou.

    No chão da fábrica

    “Atender a Donana Alimentos foi desafiador, uma vez que a indústria não possuía conhecimento da filosofia de manufatura enxuta. Com a adesão ao programa, a equipe tecnológica fez o reconhecimento do chão de fábrica identificando os gargalos que interferiam diretamente na produtividade da empresa. Houve uma melhoria significativa na produtividade e na sinergia da equipe, o que proporcionou um ambiente de trabalho organizado e oportuno para gerar melhoria contínua”, avaliou a consultora do Senai responsável pelo atendimento à Donana Alimentos, Poliane Alves de Oliveira.

    Segundo o gerente do Senai de Dourados, Yashi Miranda, foram aplicadas as ferramentas de Manufatura Enxuta em 20 indústrias de todo Mato Grosso do Sul desde que o Brasil Mais Produtivo foi lançado, em 2014. A meta é atender outras 40, até o fim de 2017. “Por meio deste Programa, o Senai oferece a oportunidade diferenciada para que os empresários tenham apoio para potencializar os resultados”, ressaltou Miranda sobre a importância da consultoria.

    Ele lembrou que o Programa contempla a realização de um diagnóstico para identificar quais são os pontos em que se percebem desperdícios ou algum problema associado ao layout, organização ou método. Após o diagnóstico e com o mapa de fluxo de valor, o Senai propõe intervenções necessárias, sendo feito o treinamento da empresa com base nas intervenções sugeridas e as aplicadas na prática. Na sequência, é realizada uma vistoria de melhoria contínua e, por fim, retoma os indicadores do início para verificar os resultados.

    Serviço 

    As empresas interessadas em aderir ao Brasil Mais Produtivo devem buscar mais detalhes no Senai e podem obter mais informações ou fazer o cadastro no site www.brasilmaisprodutivo.gov.br.




    Fonte: ASSECOM
    Por: Daniel Pedra

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS