Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 31 de agosto de 2016

    Joaquim Barbosa chama impeachment de 'tabajara' e 'patético'

    Ex-presidente do STF diz que Temer não terá o respeito dos brasileiros. Para Barbosa, grupo conservador agora no poder 'não tem votos'.

    Joaquim Barbosa comentou impeachment no Twitter (Foto: Reprodução/Twitter/joaquimboficial)

    O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, voltou a comentar o impeachment de Dilma Rousseff nesta quarta-feira (31) no Twitter, após definida a condenação da presidente no Senado. “Não acompanhei nada desse patético espetáculo que foi o ‘impeachment tabajara’ de Dilma Roussef. Não quis perder tempo”, afirmou.

    “Mais patética ainda foi a primeira entrevista do novo presidente do Brasil, Michel Temer”, prosseguiu.

    “O homem parece acreditar piamente que terá o respeito e a estima dos brasileiros pelo fato de agora ser presidente. Engana-se” disse o agora aposentado juiz.

    Ele também fez comentários em inglês e francês. “É tão embaraçoso! De repente, forças políticas altamente conservadoras tomaram o Brasil. Tomaram tudo! Dominam o Congresso. Cercam o novo presidente (um politico que pode ser comparado aos velhos ‘caudilhos’ latino-americanos)”, prosseguiu. “Eles conduzem a mídia, incluindo as emissoras de TV. Mas sabem de uma coisa? Eles não têm votos. Esperem um par de anos!”, disse.

    Em francês, Barbosa prosseguiu suas críticas: “Michel Temer pensa que um ‘toque de varinha jurídica’ lhe dará legitimidade. O pobre!”

    Nesse trecho, o ex-presidente do STF usou a expressão “coup de baguette juridique”, que, ao mesmo tempo em que significa “toque de varinha jurídica”, inclui também a palavra “coup”, que em francês, separadamente, também significa golpe.




    Do G1, em São Paulo

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS