Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quarta-feira, 10 de agosto de 2016

    Governo negocia para reabrir Morenão e trazer jogos do Brasileirão a MS

    Estádio Morenão, que não recebe jogos desde outubro de 2014 (Foto: Marina Pacheco)

    O Governo de Mato Grosso do Sul está negociando a reabertura do Estádio Morenão, em Campo Grande, com planos de que a arena receba, entre outros eventos, jogos da série A do Campeonato Brasileiro. A ideia é que a Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul) trabalhe junto com a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), dona do espaço, fazendo a chamada gestão compartilhada.

    Segundo o presidente da Fundesporte, Marcelo Miranda, a proposta é que o governo estadual fique responsável pelas correções e adaptações que são necessárias no local para receber jogos oficiais. Em troca, a UFMS daria a concessão de 10 anos ao Estado para uso esportivo do espaço.

    Conforme Miranda, as conversas estão adiantas e ele espera que em breve a parceria seja fechada. A meta é que o Campeonato Estadual de 2017 já seja jogado no Morenão com a gestão compartilhada.

    “Um estádio precisa ter toda segurança e conforto para receber os torcedores, e o Morenão faz parte do patrimônio histórico da cidade e do Estado”, afirma.

    Semana passada, ao oficializar a realização de etapa do principal campeonato nacional de vôlei de praia em Campo Grande, o governador, Reinaldo Azambuja (PSDB), destacou que um dos objetivos da atual gestão estadual é incluir Mato Grosso do Sul na rota dos grandes eventos esportivos. Um dos objetivos seria atrair jogos da série A do Campeonato Brasileiro – atualmente, times da primeira divisão brasileira tem optado pela Arena Pantanal, em Cuiabá (MT), e o Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

    O coordenador de Operações da UFMS, professor Jair Sartorello, disse nesta quarta-feira (10) que aguarda um posicionamento do governo a respeito da gestão compartilhada e que as conversas estão caminhando bem. Até o momento, no entanto, não foram revelados valores envolvidos na negociação.

    Interdição 

    O estádio está interditado desde outubro de 2014 por problemas na estrutura. Em fevereiro deste ano foi feita vistoria do Ministério Público e do Corpo de Bombeiros no local, e a expectativa era de que o Morenão fosse liberado, com todas as adequações feitas dentro de 20 dias, para receber o jogo entre Comercial e Operário, pelo Campeonato Estadual, porém o local seguiu fechado.

    As obras incluem reforma na estrutura que divide as arquibancadas, troca de sinalização de emergência por equipamentos mais modernos, rachaduras no concreto, oxidação nas ferragens, partes da marquises comprometidas e infiltrações nas arquibancadas.

    Sem jogos de nível nacional e da seleção - Em entrevista recente, o presidente da FFMS (Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul), Francisco Cezário de Oliveira, disse que Campo Grande deixou de receber um amistoso da seleção brasileira olímpica por não ter o Morenão para que o jogo fosse disputado, além de outros confrontos da série A, que acabam sendo realizados em Cuiabá (MT).
    Banco de reservas do Estádio Morenão (Foto: Marina Pacheco)
    Entrada do banheiro feminino (Foto: Marina Pacheco)




    Fonte: campograndenews
    Por: Amanda Bogo e Leonardo Rocha
    Link original: http://www.campograndenews.com.br/esportes/governo-negocia-para-reabrir-morenao-e-trazer-jogos-do-brasileirao-a-ms

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS