Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    quinta-feira, 25 de agosto de 2016

    Governo divulga lista com nomes de quem ainda não sacou abono

    PIS/Pasep| Rio, São Paulo, Minas e Rio Grande do Sul são os Estados com o maior número de trabalhadores que ainda não sacaram o benefício

    Prazo para o saque do benefício foi prorrogado e vai até 31 de agosto - Divulgação/Agência Brasil

    A partir desta quinta-feira (25), está disponível no site do Ministério do Trabalho uma lista com o nome de todos os trabalhadores que ainda não sacaram o Abono Salarial ano-base 2014. 

    Cerca de 1 milhão de pessoas ainda não fizeram o saque de benefício, no valor de um salário-mínimo (R$ 880,00). O prazo para saque acaba na próxima quarta-feira, dia 31 de agosto. Depois desse período, o valor retorna ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

    Para realizar a consulta, é necessário que o trabalhador entre no site do Ministério do Trabalho, clique no banner “Abono Salarial”, localizado na parte superior da tela, e realize a consulta. Para avançar na pesquisa, basta que o trabalhador localize seu Estado e seu município e procure seu nome, que constará em uma lista em ordem alfabética.

    Para facilitar a busca nos Estados com maior número de trabalhadores que ainda não sacaram o benefício: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, a pesquisa disponibiliza uma lista dos municípios em ordem alfabética. Exemplo: no Estado de São Paulo, procure a primeira letra do nome da sua cidade, como “C” para Campinas.

    Os trabalhadores ainda podem consultar se têm direito ao benefício pelo portal ABONO SALARIAL, inserindo CPF ou número do PIS/Pasep e data de nascimento.

    Outras informações podem ser obtidas diretamente com a Caixa, no caso do PIS, no telefone 0800-726 02 07, ou Banco do Brasil, no caso do Pasep, pelo número 0800-729 00 01. Os atendentes da Central de Atendimento Alô Trabalho do Ministério do Trabalho, que atende pelo número 158, também podem ajudar.



    Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Trabalho

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS