Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    terça-feira, 9 de agosto de 2016

    Dia Internacional dos Povos Indígenas: tribo isolada na Amazônia ameaçada de aniquilação

    A terra dos Kawahiva está sendo ameaçada por madeireiros ilegais e fazendeiros - © FUNAI 2013

    Na ocasião do Dia Internacional dos Povos Indígenas, a Survival International está pedindo a demarcação completa e proteção da terra dos Kawahiva, uma tribo isolada na Amazônia que está sob alto risco de extinção.

    Com os olhos do mundo voltados para o Brasil durante os Jogos Olímpicos, muitos esperam que mais seja feito para garantir a terra dos indígenas isolados, e dar-lhes a chance de determinar seus próprios futuros.

    Muitas pessoas poderosas na região, inclusive José Riva – conhecido como “o maior ficha suja do Brasil” – estão ameaçando a terra dos indígenas Kawahiva. Estes são extremamente vulneráveis à ameaça do contato forçado com esses madeireiros e fazendeiros.

    Em abril de 2016, a pressão dos apoiadores da Survival International ajudou a pressionar o Ministro da Justiça a assinar a portaria declaratória ordenando a demarcação completa e proteção do território dos Kawahiva.

    Mas, apesar disso, a demarcação física ainda não foi realizada. Até que a FUNAI (Fundação Nacional do Índio) demarque fisicamente a terra, a tribo corre o risco de ser aniquilada.

    O primeiro contato foi catastrófico para muitas tribos brasileiras. Jirusihú, dos Zo’é, no norte da Amazônia, que foram contatados forçadamente por missionários evangélicos na década de 1980, disse: “Depois que os forasteiros vieram, os Zo’é adoeceram e alguns morreram. Naquela época… tinha diarreia e dor. A febre matou muitos, muitos Zo’é.”
    Tribos brasileiras como os Zo'é sofreram terrivelmente desde o primeiro contato - © Fiona Watson/Survival

    Muitas tribos foram dizimadas como resultado direto do roubo de suas terras e o contato forçado. Konibu, o último xamã dos Akuntsu, morreu em maio desse ano. Ele deixou para trás os últimos quatro membros de sua tribo.

    As tribos isoladas são os povos mais vulneráveis do planeta. Populações inteiras estão sendo dizimadas pela violência genocida de estranhos que roubam suas terras e recursos, e por doenças como a gripe e o sarampo, às quais não têm resistência.

    Sabemos muito pouco sobre os povos isolados, mas sabemos que existem mais de cem ao redor do mundo. O Brasil é lar para mais povos isolados do que qualquer outro país no mundo.

    Todas as tribos isoladas enfrentam uma catástrofe, a não ser que suas terras sejam protegidas, mas, em áreas onde seus direitos são respeitados, elas continuam a prosperar.

    O diretor da Survival, Stephen Corry, disse: “Está na hora de o Brasil finalmente acabar com séculos de genocídio, respeitar os direitos de seus povos indígenas e proteger suas terras. Os indígenas isolados não são atrasados ou relíquias primitivas de um passado remoto. Eles são nossos contemporâneos e parte vital da diversidade humana.”



    Fonte: ASSECOM

    --

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS