Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    10/02/2019

    Governo destina R$ 1,5 milhão para equipamentos e obras em 8 cidades de MS

    Recursos são do Fundo Estadual de Defesa e Reparação de Interesses Lesados

    Sede do Governo de MS, no Parque dos Poderes, em Campo Grande ©DIVULGAÇÃO
    Oito municípios de Mato Grosso do Sul receberam R$ 1,5 milhão para compra de equipamentos, de acordo com o Governo do Estado. O repasse foi oficializado na sexta-feira (dia 8).

    O dinheiro é do Funles (Fundo Estadual de Defesa e de Reparação de Interesses Difusos Lesados), que ficou desativado até 2017. Segundo o governo, o recurso abrange custeio de obras estruturantes.

    Vão receber as verbas as cidades de Alcinópolis, Corumbá, Glória de Dourados, Rio Brilhante, São Gabriel do Oeste, Santa Rita do Pardo, Selvíria e Terenos. O fundo é gerido pela Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

    O dinheiro que entra é fruto de indenizações e condenações judiciais por danos causados ao patrimônio público e social, ao meio ambiente, ao consumidor, à honra e à dignidade de grupos raciais, étnicos ou religiosos, entre outros, segundo o governo.

    Ainda de acordo com o Executivo estadual, para Terenos, vai R$ 163.468,11 para ampliação do Viveiro de Terenos; Rio Brilhante recebe R$ 190 mil para caminhão com carroceria para coleta seletiva de lixo e, R$ 180 mil, para Selvíria comprar um veículo para o projeto “adote uma nascente”.

    Para a Prefeitura de Glória de Dourados, R$ 190 mil também vão para coleta seletiva e R$ 40 mil foram destinados à estruturação da brigada de combate a incêndios da Coordenadoria municipal de Proteção e Defesa Civil para São Gabriel do Oeste.

    Já R$ 150 mil devem ser aplicados para compra de tela permanente e conjuntos de parques infantis em Santa Rita do Pardo e R$ 80.250,00 deve ser aplicado para aquisição de triturador de galhos e troncos em Alcinópolis. Por fim, R$ 500 mil vão para construção da Escola Municipal Rural de Educação Integral polo São Lourenço, no Pantanal.

    Por: Mayara Bueno



    Imprimir