Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    28/12/2018

    Justiça ordena bloqueio de R$ 50 milhões das contas de João de Deus

    Valor será usado para reparação das vítimas

    ©Marcelo Camargo/Agência Brasil
    O Tribunal de Justiça determinou nesta quinta-feira (27) o bloqueio de R$ 50 milhões das contas do médium João de Deus, preso após centenas de denúncias por abuso sexual durante atendimentos espirituais em Abadiânia. O líder religioso nega as acusações e alega "não se lembrar" das mulheres que o denunciaram.

    Caso João de Deus seja condenado, este valor bloqueado será utilizado para reparação das vítimas. Apesar da decisão ter sido apurada pela TV Anhanguera, o advogado de defesa do médium, Alberto Toron, disse que ainda não recebeu qualquer informação sobre a medida.

    Também nesta quinta, o juiz Wilson Safatle Faiad, responsável pelo plantão no Tribunal de Justiça de Goiás, concedeu a prisão domiciliar para João de Deus pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. A equipe de defesa do médium entrou com um pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal para esse crime.

    De acordo com a Agência Brasil, o juiz estabeleceu uma série de condições para a concessão da prisão domiciliar, como pagamento de fiança de R$ 1 milhão, monitoração eletrônica, recolhimento do passaporte e desde que não esteja preso por outro motivo. Apesar da decisão, João de Deus continuará preso por conta das acusações de abusos sexuais.

    NAOM



    Imprimir