Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    20/12/2018

    Deputados pretendem limpar a pauta na última sessão do ano

    Projetos que sofreram emendas ou que tiveram imprevistos vão ser analisados nesta quinta-feira (20)

    Deputados estaduais durante sessão na Assembleia ©ARQUIVO
    Os deputados estaduais pretendem limpar a pauta hoje (20), na última sessão do ano da Assembleia Legislativa. Os principais projetos do governo estadual já foram votados, restando apenas aqueles que precisam de emenda ou que teve algum imprevisto nos últimos dias. Algumas matérias do legislativo também ficaram para última hora.

    Entre os projetos que sofreram emendas está a regulamentação em academias, clubes de esportes e locais de lutas. A proposta inicial de Amarildo Cruz (PT) era exigir laudo médico para poder realizar as atividades físicas, mas como sofreu rejeição, pelo fato de trazer custos maiores para os alunos, tinha sido acordada uma avaliação do próprio profissional de educação física.

    Depois de discussões e emendas nas comissões também foi sugerido à aplicação de um questionário ao aluno, para que os profissionais das academias avaliassem que exercícios a pessoa poderia executar ao longo do treinamento. Por ter ficado em dúvida, Lídio Lopes (Patri) pediu vistas e a matéria será votada nesta quinta-feira (20).

    Outros projetos que tiveram emendas precisam ser votados em “redação final”, para adequar o texto com as alterações. O legislativo não divulgou que projetos ficarão para última sessão, já que deve ter uma reunião antes dos deputados, para saber o que entra na pauta.

    O presidente da Assembleia, o deputado Junior Mochi (MDB), disse que não vai deixar nenhum “pepino” para o próximo presidente, e que todos os projetos importantes serão votados neste ano, só ficando para 2019 aqueles que os autores decidiram não colocar para votação. Entre eles aparece a mudança nas “taxas cartorárias” que foi retirado pelo Poder Judiciário e a “Escola sem Partido”, que aguardava uma definição nacional.

    Fonte: campograndenews
    Por: Leonardo Rocha



    Imprimir