Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    30/11/2018

    TRÊS LAGOAS| Prefeitura entrega novos matérias e equipamentos e reforça equipe médica na UPA

    Com isso, a Administração demonstra compromisso com a Saúde no Município e respeito à população

    ©DIVULGAÇÃO
    Em atenção aos profissionais lotados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e a toda população, a Administração Municipal de Três Lagoas realizou melhorias e entregou novos materiais e equipamentos para uso no local.

    A entrega foi acompanhada pelo secretário municipal de Administração, Gilmar Tabone, que havia conferido a situação em que os usuários da UPA passavam. O coordenador da Unidade, Jefferson Silva Santos, recebeu o material, que, segundo “chega em boa hora para melhorar o atendimento e dar suporte ao serviço oferecido”.

    A Prefeitura entregou 20 novas cadeiras fixas, três executivas giratórias e cinco macas, para atender a atual demanda e substituir as que estavam em más condições. A UPA ainda recebeu 10 cadeiras de fio, 12 biombos e 15 escadas de dois degraus.

    Ainda foram instalados três novos aparelhos de ar condicionado, na recepção e corredor dos consultórios, e dois novos televisores. O local recebe também três lixeiras para coleta seletiva de lixo, que serão instalados dentro e fora da Unidade.

    Jefferson considera como positiva essas melhorias. “Nós já havíamos cobrado e esperávamos por essa atenção. Estamos com um número elevado de atendimentos diários em razão do aumento de casos suspeitos de dengue. Com essa demanda, nos falta cadeiras e macas para acomodar os pacientes. O prefeito Ângelo Guerreiro demonstra com isso, o compromisso com a saúde e respeito ao cidadão”, frisou Jefferson.

    A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) somou forças nesta conquista e, agilizou o atendimento reforçando a equipe médica. Hoje, são seis médicos por plantão atendendo aos pacientes, sendo que um trata especialmente dos casos e notificações de dengue. As equipes de enfermagem e laboratório também contam com novos profissionais. Jefferson justifica que, neste mês, há uma média de 400 atendimentos diários, devido ao aumento do número de casos suspeitos de dengue no Município.







    NAOM


    Imprimir