Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    01/11/2018

    TRÊS LAGOAS| Prefeito vai à CEF e assina convênios para mais obras no município

    Na Caixa, Guerreiro discute também liberação de recursos de R$ 47 milhões

    ©Divulgação
    O Prefeito Ângelo Guerreiro esteve na agência da Caixa Econômica Federal em Campo Grande, na tarde desta quarta-feira (31), onde participou de reunião com o gerente regional da Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal, Paulo Cesar Neves de Matos e Rodrigo Cunha, coordenador da Filial, além de técnicos da Prefeitura e da CEF, e assinaram convênios de infraestrutura para obras de drenagem e pavimentação em bairros de Três Lagoas.

    Conforme o Prefeito, os documentos dizem respeito a recursos viabilizados nas viagens à Brasília que resultaram em convênios com valores que superam os R$ 2 milhões e serão investidos em obras de infraestrutura. No bairro São João foram destinados R$ 1 milhão, liberados pela senadora Simone Tebet. No Bairro Carandá, serão investidos R$ 413 mil, viabilizados junto ao Deputado Federal Luiz Henrique Mandeta, e no Bairro Novo Aeroporto serão usados R$ 733 mil, destinados pelo Senador Pedro Chaves. A estes recursos, segundo Guerreiro, serão acrescidos valores referentes à contrapartida do Município.

    Na mesma reunião foi discutida a destinação dos recursos para outras obras em documentos que serão enviados pela CEF ao Ministério das Cidades, em Brasília, na próxima segunda-feira. Esses recursos ultrapassam os R$ 47 milhões que serão investidos em saneamento. 

    O Prefeito Ângelo Guerreiro deverá seguir na próxima semana para Brasília, para tratar sobre a liberação desses e outros recursos no Ministério das Cidades e Ministério da Saúde. As reuniões estão pré-agendadas. Uma delas será com Luiz Cláudio França, diretor da Área Operacional e de Planejamento da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Urbano do Ministério das Cidades. Guerreiro deverá ir também no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão do Ministério da Educação.

    ASSECOM


    Imprimir