Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    17/09/2018

    Delcídio do Amaral entra na Justiça Eleitoral para concorrer ao Senado

    Decisão da corte pode sair na próxima quarta-feira (19)

    Delcídio tem chances de concorrer ao Senado em outubro ©Divulgação/Arquivo
    O ex-senador da República pelo PT, Delcídio do Amaral, entrou com pedido no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul para conseguir disputar uma das vagas ao Senado, nas próximas eleições, pelo PTC. Ele quer substituir o atual candidato, César Nicolatti, do mesmo partido.

    Conforme a legislação eleitoral, hoje foi o último dia para pedir substituição de candidaturas, tanto nos cargos majoritário quanto proporcionais. O pedido do senador cassado está em análise no TRE.

    Segundo o JP News, ainda conforme a lei eleitoral, o TRE pode publicar a inscrição dele nesta quarta-feira (19). Neste caso, a candidatura de Amaral poderá ser contestada em um prazo máximo de cinco dias. Se não houver pedido de impugnação, Delcídio poderá concorrer nas próximas eleições.

    O PTC em MS informou ao site TopMídiaNews, na noite desta segunda-feira (17), que a confirmação da candidatura de Delcídio seria boato. O primeiro-secretário estadual da legenda, Diogo Lins, disse que a palavra final deve ser dada nesta terça-feira (18).

    O dirigente disse ainda que Delcídio foi convidado a concorrer pelo partido antes do início da campanha, mas que ele está analisando a viabilidade jurídica.

    Absolvição

    Delcídio do Amaral ficou inelegível por oito anos ao ser cassado pelo Senado Federal, depois de passar mais de 80 dias na prisão, suspeito de tentar comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró e evitar uma delação premiada.

    No entanto, em julho deste ano ele foi inocentado pela Justiça Federal do Distrito Federal, por falta de provas. Por isso, o ex-senador petista luta na justiça para reaver os direitos políticos e assim concorrer nas próximas eleições.

    Fonte: TopMidiaNews
    Por: Thiago de Souza


    Imprimir