Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    31/08/2018

    TCE-MS| Presidentes de Tribunais conhecem no Tribunal ferramenta para inovar o controle dos gastos públicos

    ©Divulgação 
    Atendendo ao convite feito pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul, conselheiro Waldir Neves, na tarde desta terça-feira, 31 de agosto, presidentes e técnicos de Cortes de Contas do Brasil puderam conhecer com amplo detalhamento o Projeto E-EXTRATOR, a mais avançada ferramenta desenvolvida para a extração de dados que associa tecnologia da informação, inteligência artificial e controle de risco. A reunião especial contou com a presença do Vice-Presidente e Diretor Geral da ESCOEX, conselheiro Ronaldo Chadid, do Corregedor Geral, conselheiro Iran Coelho das Neves, do Ouvidor do TCE-MS, conselheiro Osmar Jeronymo e do conselheiro Marcio Monteiro.

    Em sua fala, o presidente Waldir Neves, ressaltou a satisfação em receber os presidentes e técnicos dos Tribunais de Contas interessados em conhecer a ferramenta de extração de dados desenvolvida pelo TCE-MS e destacou que o E-EXTRATOR foi destaque no Congresso Internacional de Controle e Políticas Públicas, realizado em Curitiba no mês de outubro de 2017, e seu desempenho, além de conquistar o interesse de pesquisadores de outros países, a ferramenta tecnológica ganhou um espaço no Congresso de Cibernética e Informática, realizado nos Estados Unidos.
    ©Divulgação
    “O E-EXTRATOR é uma contribuição do nosso Tribunal de Contas no combate à corrupção. E nossa equipe, muito bem preparada, tem realmente apresentado resultados, demonstrando que o controle deve ir além da análise de prestação de gastos e deve avaliar a qualidade da gestão. Esse é o nosso grande desafio, proporcionar para a sociedade informações verídicas que possa contribuir com as análises para que os gestores vejam onde estão errando para melhorar sua administração”.

    O presidente da Corte de Contas do MS salientou, ainda, que não adianta o gestor público cumprir as regras constitucionais se o resultado de sua administração não atender adequadamente ao cidadão. “Essa foi nossa grande busca e, graças a Deus, estamos coroando nossa administração com esse resultado ao apresentar aos colegas e a sociedade uma ferramenta mais moderna na análise e na avaliação de dados, agindo preventivamente”.

    Outra relevância a respeito do E-EXTRATOR foi citada pelo Corregedor Geral, Iran Coelho das Neves: “É um momento de alegria porque mesmo o TCE-MS, sendo um dos Tribunais mais jovens do País, tem se destacado e alcançado reconhecimento por desenvolver um trabalho que hoje é referência para outros Tribunais, fruto de uma equipe competente e compromissada com a eficiência no controle externo”. 

    Para o conselheiro Marcio Monteiro, a evolução das questões de inovação e tecnologia é extremamente importante no dia a dia de todos, e nas questões do controle externo, o E-EXTRATOR, se revela muito eficiente. “Essa ferramenta que o TCE-MS desenvolveu vem contribuindo muito para que esse controle seja mais efetivo dando para a sociedade uma resposta em um menor espaço de tempo”.

    Em seguida o Diretor de Gestão e Modernização (DGM), Douglas Avedikian fez a apresentação do E-EXTRATOR e destacou que a ferramenta eletrônica é capaz de buscar, de forma inédita, informações diretamente no banco de dados dos jurisdicionados (prefeitura e governo), bem como informações de outros bancos de dados, como notas fiscais, Receita Federal, TCU, dentre outros. “Na prática, funciona como uma supervisão, em que o Tribunal de Contas passa a enxergar com brevidade todas as transações que estão sendo feitas com o dinheiro público e quando qualquer tipo de irregularidade é detectada, logo em seguida, esta é apresentada no painel do auditor de controle externo do TCE”, ressaltou.

    Após a apresentação do E-EXTRATOR, o vice-presidente do TCE-TO, conselheiro Severiano José Costa de Aguiar, avaliou a oportunidade como positiva e afirmou que a ferramenta demonstra que o controle externo deve ser cada vez mais aprimorado. “Ficamos muito satisfeitos porque vemos que aqui no Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul existe uma preocupação com a efetividade na fiscalização e orientação aos gestores públicos, e isso traz um exemplo para todo o Brasil”.

    Para o presidente do Tribunal de Contas de Goiás (TCE-GO), conselheiro Kennedy Trindade, a reunião foi muito importante, não somente para a troca de experiências e sim foi uma reunião de inteligência. “A ferramenta que nos foi apresentada é de extrema relevância, e saímos daqui hoje, com a certeza que daqui para frente vamos construir uma parceria, pois o exemplo do TCE-MS tem sido uma referência para o Tribunal de Contas de Goiás e para todos os demais Tribunais do País”. 

    O presidente do TCE do Paraná, José Durval Mattos do Amaral, parabenizou o TCE-MS e destacou que o E-EXTRATOR é uma ferramenta eficiente de acompanhamento, servindo de exemplo para o Tribunal de Contas do Paraná. “Nossos técnicos em contato com os técnicos daqui do TCE-MS poderá disseminar uma experiência fantástica no conhecimento dessa ferramenta, trazendo resultados positivos no combate à corrupção, na prevenção e no acompanhamento em tempo real das despesas públicas e na aplicação de recursos públicos”.

    Para o presidente do Tribunal de Contas do Ceará (TCE-CE), Carlos Pontes Lima, a ferramenta é de extrema importância pois coloca os Tribunais de Contas em outro patamar. “Como muitos dizem que a informação é poder, a informação sistematizada e que permite fazer uma série de análises, como é o caso do E-EXTRATOR, realmente coloca os Tribunais com um controle muito mais eficaz e este é o desejo de todos nós.”

    Na avaliação feita pelo presidente do TCE do Rio Grande do Norte, Antônio Gilberto de Oliveira Jales, a ferramenta é um marco na atuação do desempenho dos TC’s do Brasil e se mostra praticamente ilimitada na busca e na consistência desses dados. “É uma referencia para que todos os Tribunais de Contas busquem cada dia mais a modernização e tecnologia para ter nas auditorias dados mais consistentes e que possam levar a uma verdadeira avaliação da gestão pública”.

    Além da presença dos presidentes das Cortes citadas, a reunião contou também com a participação de técnicos dos Tribunais de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Rondônia, Ceará e Goiás.
    ©Divulgação
    E-EXTRATOR - conjuga a extração automatizada de dados dos jurisdicionados e de outros bancos de dados com a Inteligência Artificial, ferramenta BI, e o gerenciamento de riscos com o objetivo de alcançar a efetividade em suas ações. A ferramenta baseia-se na extração de dados do jurisdicionado mesmo sem o envio de dados ou informações para o TCE-MS. A metodologia consiste em extrair os dados diretamente do banco de dados do jurisdicionado; minerar estes dados; filtrá-los através da Inteligência Artificial; priorizá-los através da Matriz de Riscos e, posteriormente, disponibilizar os indicadores que são apresentados na tela do BI, para análise e tomada de decisão.

    A nova ferramenta é resultado de um esforço da atual gestão compartilhada do TCE-MS, presidida pelo conselheiro Waldir Neves, que assumiu o compromisso de modernizar a Corte de Contas do Estado, que trabalha para oferecer ainda mais agilidade, segurança e transparência no controle da aplicação do dinheiro público.

    Fonte: ASSECOM
    Por: Olga Mongenot


    Imprimir