Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    22/06/2018

    TRÊS LAGOAS| Prefeito se reúne com empresário para tratar sobre a retomada das obras do Shopping

    Empreendimento poderá ser inaugurado até julho de 2019 

    ©Divulgação 
    Para tratar sobre o retorno das obras do Shopping, o prefeito Ângelo Guerreiro, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia de Três Lagoas, José Aparecido de Moraes, e o diretor do Departamento de Indústria e Comércio, Marcus Vinícios Ferreira Araújo, se reuniram com o empresário Jorge Abdul, e o filho e engenheiro responsável pela obra do Shopping no gabinete municipal nesta quinta-feira (21).
    ©Divulgação
    Aproveitando a reunião, o empresário também conversou com um representante da companha de energia Elektro, para que a energia seja religada no local. “É possível que a obra já seja retomada nos próximos dias e irá gerar cerca de 350 empregos, todos para moradores de Três Lagoas. Em quinze dias a população já poderá observar a diferença na obra”, afirmou Abdul.

    Diversas redes de lojas já assinaram contrato com o empresário, ao todo, o shopping abrigará 8 âncoras, 12 mega-lojas e 140 lojas-satélites. Entre as mais conhecidas estarão as lojas Renner, Riachuelo, Magic Games, além da rede de cinemas Cinépolis, com cinco salas, e muitas outras lojas que já fecharam contrato e farão parte do empreendimento.

    Abdul agradeceu o interesse e a ajuda da Prefeitura de Três Lagoas, na pessoa do prefeito Angelo Guerreio, que está sendo muito prestativa em tudo o que é solicitado pela equipe, por meio da SEDECT e de outras Secretarias.

    Para a aquisição do shopping, o empresário primeiro consultou uma empresa que realizou uma pesquisa no raio de 120km a partir de Três Lagoas, que avaliou os riscos e oportunidades que o empreendimento teria nesta região do Estado de Mato Grosso do Sul.

    “Com certeza, esse vai ser um divisor de águas para a cidade e região, um marco econômico e social em Três Lagoas”, enfatizou Guerreiro explicando ainda que o empresário assegurou que, 60% das obras já foram concluídas, faltando apenas 40%, o que torna possível que as lojas se instalem a tempo de uma inauguração até o início do segundo semestre de 2019.
    ©Divulgação

    ASSECOM


    Imprimir