Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    27/06/2018

    Motorista embriagado se envolve em acidente e mata motociclista

    Acidente aconteceu na madrugada desta quarta-feira (26), no cruzamento das ruas da Paz com a Paraíba, no Jardim dos Estados

    Hoje de manhã ainda era possível encontrar marcas deixadas pelo acidente que aconteceu durante a madrugada ©Saul Schramm
    O motociclista Alexander Augusto da Silva, 25 anos, morreu após ser atingido por um veículo conduzido por motorista embriagado. O acidente aconteceu na madrugada desta quarta-feira (26), no cruzamento das ruas da Paz com a Paraíba, no Jardim dos Estados, em Campo Grande. Leonardo Sequeira Dussel, 20 anos, foi preso em flagrante.

    Conforme boletim de ocorrência, a vítima seguia em um veículo Hyundai I30 pela rua Paraíba, quando no cruzamento sinalizado com semáforo colidiu contra a motocicleta Honda CG Titan 150 conduzida por Alexander. O Samu (Serviço de Atendimento Móvel) foi acionado, mas a vítima morreu no local. À polícia, Leonardo alegou que o sinal estava verde para ele.

    O rapaz foi submetido ao teste de alcoolemia, procedimento adotado toda vez que ocorre acidente com morte, e o resultado foi positivo de 0,62 miligrama de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. Ele foi preso em flagrante por conduzir veículo sob efeito de álcool e levado à Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. No cruzamento onde ocorreu a colisão há câmeras de segurança e as imagens poderão ajudar a polícia durante a investigação.

    Amanhã (28), Leonardo passará por audiência de custódia na Justiça, para definir se ficará preso esperando o andamento do inquérito e posterior processo ou se poderá responder em liberdade.

    Na semana passada, o operador de máquinas Saulo Lucas Barbosa Vieira, 27 anos, também foi preso por embriaguez após causar acidente com duas mortes, na Rua Marechal Cândido Mariano Rondon, no Centro. Ele deve ir a júri popular, conforme pedido do Ministério Público Estadual.

    Fonte: campograndenews
    Por: Viviane Oliveira


    Imprimir