Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    14/06/2018

    Governador visita e autoriza obras em Cassilândia, Inocência e Paranaíba

    Serão vistoriadas construções de casas, além de pavimentação e recapeamento em vias

    ©Divulgação/Arquivo
    Nesta quinta-feira (dia 14), o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja(PSDB), visita Inocência, Cassilândia e Paranaíba, onde, visita e autoriza obras de infraestrutura.

    Segundo o governo, a partir das 8 horas, o chefe do Executivo estadual assina ordem de serviço para recapeamento de diversas ruas e entrega uma patrulha mecanizada para atender o projeto Assentamento Serra, na rua Albertina Garcia Dias.

    Às 8h45, na rua Albertina Dias, o governador visita a pavimentação e drenagem e encerra a agenda no município com ida ao local da construção de 30 bases do programa Lote Urbanizado, no loteamento Osvaldo Farias de Souza, na avenida Jardim Bom Jesus.

    Em Cassilândia, serão assinadas ordens de serviço para pavimentação nas ruas José Paulo J. R. Silva e rua Sebastião Martins da Silva (entre avenida José Paulo J. R. Silva e rua Domingos Sebastião Coelho) no bairro Moreninhas e na rua Sebastião Teodoro de Freitas entre as ruas Joaquim Dias e Thomé Fernandes de Assis.

    Também será autorizada licitação de construção da ponte de concreto armado sobre o córrego Cedro na rua Amim José no bairro Jardim Duarte e entregue uma patriulha mecanizada. A agenda será 10h15 na rua Amim José, no centro.

    Na rua Amazonas, às 11h15, Reinaldo visita a obra de recapeamento de diversas ruas e pavimentação do trecho de acesso à Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

    A programação de quinta-feira termina em Paranaíba, onde serão assinadas ordens pavimentação e drenagem na rua 4 de julho e autorizadas licitação para pavimenta de diversas ruas e para construção da ponte sobre o rio Barreiro, na MS-483.

    A agenda será na rua Bruno Mariano de Farias, esquina com a rua Ivo Fábio Queiroz, às 14h30. Às 16 horas, Azambuja visita a implantação do acesso à Latasa.

    Fonte: campograndenews
    Por: Mayara Bueno


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS