Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    14/06/2018

    Gestores do Sesi visitam sede da Microsoft em busca de inovações na área de Educação e SST

    ©Divulgação 
    O superintendente do Sesi de Mato Grosso do Sul, Bergson Amarilla, acompanhado da diretora de Saúde e Segurança do Trabalho do Sesi, Adriana Sato, da gerente de educação do Sesi, Simone Cruz, e do gerente do Centro de Inovação do Sesi, Ricardo Egídio, esteve, nesta terça-feira (12/06), na sede corporativa da Microsoft, localizada na cidade de Redmond, no Estado de Washington, nos Estados Unidos, em busca de soluções que a empresa de tecnologia possa oferecer para serem implantadas para a indústria do Estado e replicadas em escala nacional.
    ©Divulgação
    Durante uma série de reuniões realizadas ao longo do dia, os gestores estiveram focados em produtos que atendam às necessidades do Sesi nas áreas de Educação e SST, especificamente, no Centro de Inovação, recém-inaugurado em Campo Grande (MS) para atender às demandas relacionadas aos sistemas de Gestão em Saúde e Segurança do Trabalho.

    “Participamos de várias conferências sobre os aplicativos que a Microsoft disponibiliza na área de ensino, e também pesquisas que estão em andamento na área de segurança do trabalho. Outro aspecto importante da nossa visita à Microsoft é buscarmos uma parceria para a startup do Sesi, que terá o objetivo de desenvolver produtos inovadores para educação e desenvolvimento de pessoas”, acrescentou o superintendente do Sesi, Bergson Amarilla.
    ©Divulgação
    Diretora de SST do Sesi, Adriana Sato destaca da visita as inúmeras possibilidades de inovação que foram abertas para a instituição no Estado. “Várias ferramentas inovadoras desenvolvidas pela Microsoft vão auxiliar as indústrias a fazer uma gestão dos ambientes e dos riscos do trabalho. Além do mais, há várias ferramentas como OneNote, Microsoft Teens, que a gente pode utilizar para capacitação dos trabalhadores”, elencou a médica do trabalho.

    O Sesi regional já trabalha em parceria com a Microsoft no desenvolvimento do software Gestão Analítica em SST que, por meio de reconhecimento facial, associado a termostatos, permitirá a estabelecimentos que atuam com ambientes climatizados ter acesso a uma série de informações para fazer a gestão correta da saúde e segurança do trabalhador.

    “O mais interessante é que a ferramenta do vídeo Analytics, associada com uma base de dados, poderá prover dados preventivos de possíveis acidentes que, hoje, não existem. Então, nós poderemos prever por comportamentos anteriores quais as situações de risco e impedir que o acidente aconteça, algo extremamente útil e necessário no cenário brasileiro hoje em dia”, exemplificou Adriana Sato.

    A gerente de educação do Sesi, Simone Cruz, avalia que a aproximação da instituição com a Microsoft é um indicador de que a instituição evolui e segue no caminho da inovação. “Inovar tecnologicamente não é simplesmente trazer ferramentas, mas também pensar em formação, internet das coisas, parques tecnológicos, e para isso a gente precisa de um parceiro com todo esse know-how, como a Microsoft. Essa visita representa o fortalecimento dos rumos de uma nova educação que o Sesi vem traçando nos últimos anos, focado no futuro da formação dos jovens que estão conosco”, conclui.

    ASSECOM


    Imprimir