Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    19/06/2018

    Deputado Rinaldo participa da apresentação do Currículo Único Escolar de MS para Ministro da Educação

    Foto: Greg Medeiros
    Na manhã desta segunda-feira (18), no Hotel Chácara do Lago, em Campo Grande, o líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Professor Rinaldo (PSDB), participou da entrega do Currículo Único Escolar de Mato Grosso do Sul, que começou a ser elaborado em dezembro de 2017 e contribuirá para a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O Estado foi o primeiro a apresentar um Regime de Colaboração entre estados e municípios para a construção de um currículo para contemplar os estudantes sul-mato-grossenses, sem distinção entre as redes de ensino municipais, estadual ou privada. O evento contou ainda com a presença do ministro de Educação, Rossieli Soares da Silva, que recebeu o Currículo de MS do governador do Estado, Reinaldo Azambuja (PSDB). 

    O deputado estadual Professor Rinaldo (PSDB) falou do pioneirismo de Mato Grosso do Sul na elaboração do Currículo para o Estado. “Existe um certo transtorno para o aluno quando ele é transferido de uma escola para outra, em relação às diferenças existentes entre as grades curriculares. Essa unificação permite que a nossa educação possa realmente ser de forma simétrica, ajudando o professor, a escola e os alunos, pois terão condições de ter um aprendizado sem dificuldades. Mato Grosso do Sul é o protagonista desta matéria e isso é um motivo de alegria para todos nós que trabalhamos na área de educação. Mais uma vez o Estado sai na frente, inclusive elegendo a professora Maria Cecília Amendola da Motta a presidente nacional do Conselho de Secretariados, prova inequívoca que estamos caminhando com muita tranquilidade e a passos firmes”, relatou.

    A secretária de Estado de Educação (SED), Maria Cecília Amendola da Motta, reiterou que as parcerias foram fundamentais para a entrega da primeira versão do documento. “A União, os estados e os municípios juntos elaboraram este importante documento do Estado, o primeiro do Brasil. O diferencial desta versão que está sendo entregue à comunidade foi a equipe de redatores que somou esforços contínuos, analisando os currículos já existentes, comparando com a nova base curricular nacional e modificando o que era necessário, em apenas dois meses”, explicou.

    Para o ministro de Educação, Rossieli Soares da Silva, o Estado está na liderança para ajudar a fomentar a educação brasileira. “Mato Grosso do Sul assumiu o protagonismo sem precisar de nenhum empurrão, com o regime de colaboração já acontecendo. Isto ajuda a impulsionar o País, já que a educação é fundamental para o desenvolvimento de uma nação”, destacou.

    Já o governador Reinaldo Azambuja informou que o debate com todos é necessário para a elaboração do documento final. “É extraordinário quando colocamos todos discutindo um assunto para contemplar a educação, o setor educacional está envolvido, o Estado, municípios, a Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems). A versão de hoje é a primeira”, revelou.

    Elaboração - A partir da BNCC, o Currículo de MS foi construído com ampla participação, contemplando o uso de tecnologia, busca de conhecimento e especificidades do Estado. O projeto para a elaboração do Currículo de Mato Grosso do Sul teve 12 coordenadores regionais, 22 redatores, contou com a participação da Fetems e a adesão dos 79 municípios.

    Reformas - Também nesta segunda-feira, o deputado participou da entrega da reforma das Escolas Estaduais Waldemir de Barros da Silva, bairro Moreninhas; Prof. Severino Ramos de Queiroz, Vila Rosa e; Amélio de Carvalho Baís, Coopatrabalho. As escolas participam do projeto Escola da Autoria, programa de fomento da implantação da Escola em Tempo Integral do Ensino Médio. A verba para execução dos serviços vem do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), com contrapartida do Governo do Estado, totalizando R$ 1,5 milhão de investimentos. Para atender os estudantes em tempo integral, as escolas estaduais passaram por adequações de espaços como refeitório, reformas nos banheiros com instalação chuveiros e melhorias gerais.

    Premiada - A Escola Estadual Waldemir Barros da Silva está entre as cinco melhores escolas do Brasil e é a primeira do Centro-Oeste, apontada por duas vezes (2011 e 2017) no Prêmio Gestão, que contempla projetos inovadores e gestões competentes na Educação Básica da rede pública do País. Em 2017, a unidade concorreu com mais de quatro mil instituições.

    Por: Ely Silveira e Christiane Mesquita


    Imprimir