Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    07/05/2018

    Senador Pedro Chaves descarta governo e diz ter simpatia muito grande pelo MDB

    Senador deve definir esta semana aliados para eleições

    Pedro Chaves durante entrevista ©Richelieu Pereira
    Senador em pré-campanha à reeleição, Pedro Chaves (PRB) não sucumbiu à pressão do partido para lançar seu nome na disputa ao Governo do Estado. Além disso, diz que está do mesmo lado do colega Waldemir Moka e que tem simpatia muito grande pelo MDB e André Puccinelli.

    “Vou participar na eleição para o Senado com o meu amigo Moka. Vamos estar juntos, estamos do mesmo lado”, disse Chaves ao Jornal Midiamax durante o Undokai no domingo (6/5). De acordo com o parlamentar, a parceria ainda não está formalizada, mas deve ocorrer nesta semana.

    Nesta terça-feira (7), Chaves se reúne com o presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, para bater o martelo sobre a coligação regional. No entanto, demonstra uma proximidade maior com os emedebistas.

    “Ainda não está formalizado, mas eu tenho simpatia muito grande pelo PMDB [antigo nome da legenda]”, afirmou Pedro Chaves, que revelou ter o mesmo apreço pelo ex-governador. “O Puccinelli é uma pessoa de grande valor, ele mudou Mato Grosso do Sul eu tenho o maior respeito pelo trabalho dele”.

    Ao falar sobre a atual gestão, disse que Reinaldo Azambuja (PSDB) está “trabalhando bastante”, mas que ainda está em “transição”, com algumas ações ainda pendentes que geram descontentamento dos moradores do Estado.

    “Existem algumas coisas que precisam ser feitas e a população reclama, principalmente a área da saúde. Embora tenha a Caravana da Saúde, ela passa uma vez, dá o atendimento e não dá continuidade. Vejo com bons olhos reforçar as prefeituras e contratar mais médicos”, finaliza o pré-candidato ao Senado. 


    Fonte: Midiamax
    Por: Richelieu Pereira
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS