Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    10/04/2018

    TRÊS LAGOAS| Ação Pró-Cascalheira reúne mais de 400 pessoas e recolhe cerca de 80 sacos de lixo

    Foram recolhidos cacos de vidro, garrafas pet, latinhas, embalagens de biscoitos e até fraldas descartáveis

    © Divulgação
    A Ação Pró-Cascalheira uniu diversos grupos e entidades que utilizam essa área às margens da represa da hidrelétrica de Jupiá como local para diversão e prática de atividades físicas, sempre com um pensamento ecológico e uso consciente do meio ambiente.

    A ação aconteceu durante a manhã deste domingo (8), com o intuito de recolher o lixo que a população descarta irresponsavelmente na Cascalheira. Foram coletados cerca de 80 sacos de lixo de 100 litros. Entre o lixo havia cacos de vidro, garrafas, latinhas, pacotes de bolacha e até fraldas descartáveis.
    © Divulgação
    Bruna Carol de Araújo Silva Oliveira, integrante do grupo Caveiras da Cascalheira, afirmou que sempre que possível, o grupo realiza a limpeza da área utilizada, mas que a população continua não respeitando o meio ambiente, descartando, principalmente, lixo doméstico.

    O evento foi realizado em parceria entre os grupos Só de Leve – Pebas do Pedal, Trilheiros – Andarilhos do Cerrado, Caveiras da Cascalheira, e a Prefeitura de Três Lagoas por meio das Secretarias de Educação e Cultura, Meio Ambiente, Infraestrutura, Transporte e Trânsito e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por meio da Diretoria de Turismo.

    Os apoiadores presentes foram: Associação de Pesca Esportiva de Três Lagoas, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Hospital Auxiliadora, Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Associação de Luta de Braço, Clube de Carros Antigos, Corpo de Bombeiros, Paramotor, Percorrer – Expedições, Clube de Off Road, Runner Pró-Saúde e Caçamba Dois Irmãos.

    Cerca de 200 pessoas dos grupos organizadores e apoiadores estiveram no local, além de mais de 200 pessoas que passaram para colaborar e para apreciar o evento.

    “A Cascalheira tem um potencial muito grande de se tornar um ponto turístico e um parque ecológico para esportes radicais, vamos lutar para que ações como essa continuem acontecendo e reunindo cada vez mais a população de Três Lagoas, para mudarmos a visão sobre a Cascalheira e termos força para realizar muito mais aqui”, afirmou Rodrigo Fernandes, diretor de Cultura.




    Fonte: ASSECOM
    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS