Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    02/04/2018

    Desmorona parte do acostamento da BR-262 e deixa trecho em risco

    Trecho da BR-262, entre Campo Grande e Miranda, onde chuvas provocaram deslizamentos de terra ©Roberto Higa
    A situação da rodovia BR-262 vem chamando atenção de motoristas que passam por trechos afetados pelas chuvas. Apesar de não haver o registro de buracos no meio da pista, em alguns pontos o acostamento acabou sendo engolido após deslizamentos de terra às margens da rodovia.

    Imagens registradas pelo site Campo Grande News, no último sábado (31), comprovam o risco que os condutores correm em determinados pontos. Até mesmo a PRF (Polícia Rodoviária Federal) orienta para que os motoristas tomem cuidado em pontos como no trecho entre Campo Grande e Miranda, principalmente no período da noite.

    “Os buracos não estão atrapalhando o trânsito, mas o problema é que se não for feita a manutenção, eles podem acabar invadindo a pista. Existe ainda o risco de, durante a noite, alguém precisar usar o acostamento e acabar caindo no buraco”, avalia o investigador da PRF Tércio Baggio.

    As danificações causadas pelas chuvas que atingem o Estado desde o início do ano resultaram até mesmo no reconhecimento por parte da União da situação de emergência na BR-262. A medida foi publicada na edição do dia 16 do Diário Oficial da União.

    Na ocasião, a assessoria de imprensa da Superintendência Regional do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) de Mato Grosso do Sul, informou que a ajuda foi solicitada para acelerar o recebimento de recursos para que as devidas obras possam ser feitas nos pontos onde as chuvas trouxeram problemas quanto ao aterro e erosões por conta do volume de água.

    Nesta segunda-feira (2), a assessoria do órgão confirmou que estudos para realizar o levantamento dos valores necessários para realização das obras continuam em andamento.

    Estragos - No dia 20 de fevereiro, o excesso de chuva fez o córrego Dois Irmãos transbordar, alagando o quilômetro 463 da rodovia. A água invadiu por completo as duas pistas da BR, bloqueando o fluxo de veículos no local.

    Imagens enviadas, na ocasião, mostram a elevação do córrego e a grande quantidade de água que invadiu a pista. Também é possível ver diversos carros e caminhões que ficaram parados esperando o volume da água baixar.

    Fonte: campograndenews
    Por: Liniker Ribeiro
    Imprimir