Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    04/04/2018

    Com articulação de João Grandão, abono de servidores de MS é mantido

    © Divulgação
    Após ampla articulação apoiada pelo deputado João Grandão, líder da bancada do Partido dos Trabalhadores, foi aprovada nesta quarta-feira (4), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o projeto de lei do Governo de Mato Grosso do Sul que reajusta os salários dos servidores estaduais em 3,04% e mantém o abono salarial de R$ 200.

    A administração estadual bem que tentou emplacar emenda ao projeto, atrelando o pagamento do abono à Lei de Responsabilidade Fiscal, colocando em risco o pagamento do benefício ainda neste ano. Como pano de fundo para tentar a aprovação da emenda, o governo justificou que incorporaria o abono ao salário no ano que vem - já durante mandato do governador eleito em outubro próximo. 

    Atenta, e após muito diálogo com os servidores, a bancada do PT, atuou em defesa da classe, e rejeitou a proposta do governo.

    “O que os servidores pedem é que o abono fosse incorporado no salário de imediato e não que um próximo governador o faça, deixando brecha para questionar vício de iniciativa da emenda. Se o Executivo enviasse emenda incorporando para valer já em 2018, nós votaríamos a favor”, explicou João Grandão.

    O deputado João Grandão ouviu as queixas da categoria, conversou com os trabalhadores, e concedeu espaço na sessão de terça-feira da Casa de Leis, para que os servidores apresentem suas propostas e reivindicações.

    O parlamentar também reforçou seu posicionamento em defesa dos servidores públicos de Mato Grosso do Sul, especialmente os administrativos das escolas públicas.

    Fonte: ASSECOM
    Imprimir