Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    19/03/2018

    Pré-candidato à presidência diz que MS precisa de mais atenção na fronteira

    Senador Álvaro Dias prega o envolvimento do Exército na segurança das áreas de fronteira junto com outras forças policiais

    Senador Álvaro Dias (Podemos-PR) em visita a MS nesta segunda (Foto: Saul Schramm)
    O senador paranaense Álvaro Dias, pré-candidato à Presidência da República pelo Podemos, prega o envolvimento do Exército na segurança das áreas de fronteira junto com outras forças policiais para coibir a entrada de drogas e armas no país. Ele está em Campo Grande nesta segunda-feira (19) para falar das parcerias nas eleições e aproveitou para comentar alguns pontos que exigem ações prioritárias ou um olhar diferenciado do Governo Federal no estado.

    Dias compara Mato Grosso do Sul com o Paraná, que também sofre com problemas na zona de fronteira. “É preciso também fazer mais investimentos de inteligência policial, aumentar o efetivo e aparelhar a Polícia Federal”, afirma.

    Outras áreas - O senador disse que a agricultura deve ser tratada como prioridade no Brasil e lembrou que Mato Grosso do Sul é um estado importante nesse setor, que ajuda a deixar o país superavitário na balança comercial.

    “Até o ano de 2040 vai ser preciso aumentar a produção de alimentos no mundo e o país vai ser um importante celeiro”, pontua.

    Dias também entende que Mato Grosso do Sul precisa de mais investimentos em turismo. “Aqui tem locais incríveis, como Pantanal e Bonito, mas é preciso voltar o olhar também para outros locais”, afirma.

    Parcerias – O Podemos vai apoiar Odilon de Oliveira (PDT) na disputa pelo governo de Mato Grosso do Sul este ano. Segundo Álvaro Dias, a decisão se baseou na semelhança das propostas entre as duas legendas, já que o partido não terá candidato próprio no estado.

    “Foi uma decisão dos diretórios regional e nacional depois de ouvidas as lideranças. O Odilon foi escolhido porque tem experiência importante no Judiciário e por ter administrado uma das varas do órgão, estaria preparado para a administração pública”.

    Em Mato Grosso do Sul, o Podemos vai ter como candidato ao Senado Chico Maia, ex-presidente da Acrisul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul). “São importantes essas alianças partidárias, mas este ano os eleitores devem escolher candidatos pelas propostas e não pelos partidos”, disse Álvaro Dias.

    Fonte: campograndenews
    Por: Ricardo Campos Jr. e Leonardo Rocha


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS