Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    15/03/2018

    NOVA ANDRADINA| Prefeitura propõe reajuste de 2.84%; SIMSPNA mobiliza categoria

    Comissão se reuniu com prefeito Gilberto Garcia para apresentar demandas do funcionalismo público

    Sindicato tem articulado diálogo entre Executivo e trabalhadores © SIMSPNA 
    Nesta semana, o prefeito Gilberto Garcia recebeu uma comissão de funcionários públicos liderados pelo Sindicato Municipal dos Servidores Públicos de Nova Andradina (SIMSPNA) para debater a proposta de recomposição salarial da categoria. Na ocasião, o gestor apresentou o índice de 2.84%, aferido pelo IPCA, um dos mais baixos dos últimos anos.
    © SIMSPNA 
    Apesar de ser contrário ao percentual, o presidente do SIMSPNA, Leandro Domingues, destacou a abertura dada pelo chefe do Executivo para debater o assunto, especialmente após o gestor afirmar que haveria a possibilidade de o funcionalismo público municipal ficar mais um ano se reajuste, a exemplo de 2010, 2011 e 2012. 

    “A proposta do prefeito é recompor a inflação dos últimos 12 meses, mas, antes, ele afirmou que irá fechar as contas do quadrimestre para analisar a situação financeira e que em maio voltaríamos a negociar. Em assembleia, a categoria acatou, mas, além de um reajuste justo, vamos cobrar o pagamento retroativo, visto que a data-base é março”, afirmou o sindicalista.

    Segundo Domingues, Gilberto revelou que qualquer índice acima dos 2.84 poderia comprometer o Município, visto que ultrapassaria os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), no que tange ao comprometimento da receita para o custeio da folha de pagamento dos servidores. 

    “Ao mesmo passo em que o prefeito irá analisar as contas, nós também vamos contratar uma consultoria especializada para estudar esses números, pois, se verificarmos que existe a possibilidade de um percentual melhor, vamos cobrar e mobilizar os servidores para garantir esse direito”, salientou o sindicalista.

    Outras pautas 

    Caso o percentual permaneça em 2.84 após estudos do Executivo e sindicato, uma alternativa seria a implementação de um vale alimentação de, no mínimo R$ 150,00, para todos os funcionários, visando não impactar a folha e garantindo novos ganhos aos trabalhadores, além da recomposição anual.

    “Além disso, recebemos do prefeito a confirmação de que em breve a Prefeitura irá disponibilizar um plano de saúde aos funcionários do Executivo, com adesão voluntária, e que nos próximos dias será lançado um novo concurso público para o preenchimento de vagas efetivas, duas bandeiras de luta do SIMSPNA”, acrescentou Domingues.

    © SIMSPNA 

    Fonte: Santi Comunicação


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS