Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    15/03/2018

    ANTÔNIO JOÃO| Carreta da Justiça atende mais de 450 pessoas em cinco dias

    Atendimento do judiciário iniciava com cadastro dentro do auditório do Paço Municipal © Divulgação  
    A parceria do Governo Municipal com o Tribunal de Justiça possibilitou o atendimento de mais de 450 pessoas em apenas cinco dias em Antônio João. Além de esclarecimentos jurídicos, encaminhamentos de processos, a Carreta da Justiça também teve momento de muita alegria com a concretização de casamentos, contando inclusive com brinde regado a champanhe e troca de alianças de ouro para coroar o compromisso assumido pelos casais. 
    População contou durante cinco dias com atendimento da Carreta da Justiça © Divulgação  
    A prefeita Márcia Marques destacou que a equipe do Judiciário Itinerante, coordenada pelo juiz Luiz Felipe Medeiros Vieira, realizou um grande trabalho em prol de centenas de famílias de Antônio João. “O trabalho do judiciário é maravilhoso. É oportunidade para aquelas pessoas que precisam resolver questões judiciais e que não possuem condições financeiras de pagar um advogado. O atendimento é 100% gratuito”, disse. 

    Márcia ressalta que em 2017 já tinha sido parceira do atendimento judiciário e que neste ano reforçou ainda mais a soma de esforços. “Sempre que o judiciário demonstra interesse em estar aqui terá total e irrestrito apoio da nossa gestão. Já temos, inclusive, agenda para uma semana de atendimento em 2019”, ressaltou a prefeita. 

    Os cidadãos que procuraram os serviços oferecidos na unidade móvel do Poder Judiciário instalada em frente ao Prefeitura Municipal foram unânimes em afirmar que a Carreta da Justiça é uma iniciativa extremamente importante por levar a justiça até a população.
    A Carreta da Justiça esteve em Antônio João em 2017 e, naquela oportunidade, foram abertos 82 processos. Desta vez, o número chegou a 91 – em uma clara demonstração de confiança na justiça para resolver as demandas que preocupam e angustiam os cidadãos do município. 

    Assim, de acordo com levantamento da equipe que atua na Carreta, sob a supervisão do juiz Luiz Felipe Medeiros Vieira, foram atendidas 458 pessoas, das quais 53 foram apenas pedir informações e orientações de procedimento e 72 foram em busca do atendimento oferecido pela Defensoria Pública. 

    A exemplo de outras comarcas, o serviço mais utilizado em Antônio João foi o reconhecimento de união estável e sua conversão em casamento, que alcançou 72 pessoas. A procura por fixação de alimentos, guarda e regulamentação de visitas manteve a média, ou seja, 11 atendimentos. O que surpreendeu foi a quantidade de divórcios: oito, no total. E, para finalizar, houve um pedido de ação judicial de cobrança, protocolado por um dos beneficiados pelo trabalho do judiciário itinerante. 

    Tribunal de Justiça disponibilizou servidores e estrutura para atendimento em Antônio João © Divulgação 

    Fonte: ASSECOM


    Imprimir