Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    26/01/2018

    Pai é preso por estuprar três filhas e enteada; mais nova mantida em cárcere está grávida

    Adolescente de 14 anos era mantida presa em casa.

    Delegacia de São Gabriel do Oeste © Divulgação
    Um homem de 45 anos foi preso pela Polícia Civil de São Gabriel do Oeste, cidade a 145 quilômetros de Campo Grande, por cárcere privado e estupro de vulnerável. Segundo o site Idest, as investigações apontaram que o homem violentou as três filhas e uma enteada, sendo que a mais nova, uma adolescente de 14 anos, era mantida presa em casa e está grávida.

    De acordo com o delegado Fábio da Silva Magalhães, na tarde da última segunda-feira (22) o Conselho Tutelar informou à polícia de que a adolescente era violentada e mantida em cárcere privado pelo pai.

    Um investigador acompanhado de policiais militares foram até a residência localizada em um bairro da cidade, onde constataram que a adolescente realmente era mantida em um quarto aos fundos da casa. Ela foi libertada e encaminhada para delegacia.

    Em depoimento, a adolescente confirmou que o pai a proibia de sair de casa e que a obrigava a manter relações sexuais.

    O autor não estava na casa quando a adolescente foi resgatada. A polícia fez diligências e ficou em campana no local até prendê-lo em flagrante.

    De acordo com o delegado Fábio, enquanto eram realizadas as diligências para localizar o autor, ele ouviu duas adolescentes, a de 14, outra de 16 anos, uma jovem já maior de idade, todas filhas do autor, além de uma enteada, também maior de idade.

    "Todas elas confirmaram que foram estupradas pelo agressor, e já há muito tempo ele vinha fazendo isso. A mais nova confirmou que desde quando ela tinha sete anos o pai vinha violentando-a todas as noites. Ela era obrigada a fazer sexo com o pai todas as noites e inclusive está grávida", contou o delegado.

    O nome do autor não foi revelado pelo delegado para preservar as vítimas. "Eu não vou revelar o nome do indivíduo, mas não para preservá-lo, mas sim as vítimas, porque se revelo sua identidade, automaticamente estou indiretamente divulgando quem são as vítimas, aí vai causar um problema maior para elas, já vem com esse abalo psicológico", explicou Fábio Magalhães.

    Ainda segundo o delegado, o autor morava atualmente apenas com a adolescente de 14 anos e a mantinha como sua mulher. A mãe da adolescente já é falecida.

    Ele foi autuado em flagrante por cárcere privado e estupro. O delegado já solicitou a prisão preventiva do autor, que já foi transferido para o sistema prisional.

    O inquérito será concluído até a próxima semana e será encaminhado para o Ministério Público e Judiciário para instauração da ação penal. A Polícia Civil continua as investigações para apurar se o agressor violentou outras vítimas. 

    Por: Diego Alves


    Imprimir