Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    24/01/2018

    Economia: desembargador reduz o uso do papel e adota WhatsApp em gabinete

    WhatsApp será disponibilizado para comunicação com advogados.

    © Ilustração
    Com objetivo de conter gastos e de fazer uma gestão mais sustentável, conforme práticas adotadas pelo Poder Judiciário, um dos desembargadores do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) está eliminando ao máximo o uso do papel em seu gabinete, implementando um número de WhatsApp para manter diálogo com os advogados.

    De acordo com o TJ-MS, o desembargador Alexandre Bastos instituiu em seu gabinete práticas que reduzam a utilização de papel. Entre as medidas, está o uso de um número de WhatsApp para manter contato direto com os advogados, o que possibilita o envio pelo próprio aplicativo de memoriais e apontamentos sobre os processos.

    Para informar aos membros do judiciário sobre a iniciativa, os votos que saírem do gabinete serão identificados com o selo “Gabinete Sem Papel”, para reforçar a ação sustentável. O número do aplicativo também será impresso no rodapé do documento.

    Mesmo com a ação, o tribunal destaca que o desembargador aceitará qualquer documento em papel que for encaminhado pelos advogados.

    “Do que adianta não ter papel no gabinete se eu não disponibilizar ao advogado uma forma alternativa ao papel? Eles também poderão comunicar-se comigo, por exemplo, para pedir uma celeridade em processos que tenham prioridades/urgências. Na verdade, estou abrindo mais uma alternativa de comunicação, mantendo todas as demais”, explica o desembargador.

    Por: Raiane Carneiro, com informações da assessoria


    Imprimir

    RECENTES

    POLÍTICA

    CONCURSOS