Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    22/11/2018

    Sesc lança a Casa da Memória Lídia Baís

    Casa conta com acervo de fotos, desenhos, quadros, instrumentos musicais e de uso pessoal da artista

    ©DIVULGAÇÃO
    Foi inaugurada nesta quarta-feira (21/11) a Casa da Memória Lídia Baís, em Campo Grande. O espaço está no Sesc Morada dos Baís e contou com a presença dos dirigentes do Sistema Comércio, empresários, políticos e a classe artística. O evento encerra a programação especial que celebrou os cem anos de construção da casa, primeiro imóvel de dois andares de alvenaria da cidade.

    O presidente do Sistema Comércio MS, Edison Araújo, destacou a parceria com a prefeitura municipal de Campo Grande. “O início de tudo é a boa vontade e encontramos o apoio de todos os segmentos sociais e agentes públicos para conseguirmos sonhar juntos a entrega desse novo espaço, onde a população do Estado e os turistas que nos visitam, poderão aprender mais sobre nossa cultura e a nossa história”.

    O prefeito Marquinhos Trad destacou a parceria com o Sesc MS. “Apostamos em empresas que assim como o governo municipal investem em promover acesso cultural e de qualidade para a nossa população e, desde o início, sabíamos do papel de extrema importância que a Morada do Baís tem para a história de Campo Grande”.

    Para a diretora regional do Sesc MS, Regina Ferro, com a Casa da Memória, o Sesc reconhece e resignifica o imóvel. “Este prédio inspira cultura e sua antiga moradora é um exemplo na área da música, das artes e das letras. Como uma instituição que traz em sua missão a promoção da qualidade de vida e como fomentadora da cidadania por meio da cultura, em forma de pertencimento e valorização de uma sociedade, o Sesc oferece para Campo Grande esta Casa da Memória, onde os turistas também conhecerão outros fatos importantes que ocorreram na capital e outros locais de importância histórica, por meio do uso de uma tecnologia inovadora, à disposição de toda comunidade”.
    ©DIVULGAÇÃO
    Regina Ferro refere-se à identificação espacial de onde estão os principais pontos turísticos da cidade mostrados em touch screen, onde o turista pode situar onde ficam e como chegar até eles. O projeto dispõe de recursos tecnológicos, catálogos virtuais e demais instrumentos para permitir o intercâmbio de informações e pesquisas que alimentem o desenvolvimento do patrimônio e dos bens culturais e simbólicos da nossa cidade.

    Além disso, na Casa da Memória há instrumentos, indumentárias e discos de Lídia Baís.

    “Procuramos aplicar uma metodologia que permita estar abertos para novas fontes de dados e atualizações. Por isso, contamos com um acervo de cerca de 102 fotografias e desenhos, três obras fixas e 20 quadros, além dos instrumentos musicais, objetos e documentos pessoais, originais de escritas, como seu livro autobiográfico, escrito na terceira pessoa, e assinado como Maria Tereza Trindade, seu pseudônimo”, conta Regina Ferro.

    Os materiais foram adquiridos pelo Sesc, por meio de peças que antes pertenciam à família. Ao todo, cem peças foram incluídas no acervo, entre elas uma cristaleira da década de 30 ou 40, além de utensílios de cozinha, objetos pessoais da artista, que representam pequenos detalhes, como a vida religiosa, cartões postais, moedas da época, talões de cheque e manuscritos. 

    Serviço

    O espaço é aberto à visitação de terça a sábado, das 13h às 20h. O Sesc Morada dos Baís fica na Avenida Noroeste, 5140. Informações pelo telefone (67) 3311-4300.



    ASSECOM


    Imprimir