Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    19/12/2017

    Suspeito de drogar e estuprar atraía meninas em bairros carentes com BMW

    Com ele foram encontrados acessórios sexuais drogas

    © Divulgação
    Um homem de 29 anos foi preso na tarde desta segunda-feira (18) em Aquidauana, suspeito de estuprar uma criança de 11 anos e três adolescentes, duas de 12 anos e uma de 15 anos. O homem usava um veículo BMW para chamar a atenção das adolescentes, em seguida, embriagava e drogava as vítimas para cometer o crime.

    De acordo com informações do site O Pantaneiro, diversas denúncias informam que o homem circulava pelos bairros para aliciar crianças. Por volta das 17h50 desta segunda-feira (18), o suspeito foi seguido e, quando saía do Bairro Vila Trindade, foi abordado pala polícia.

    Com ele no carro, estavam quatro meninas, uma delas visivelmente embriagada. Em vistoria no veículo, os policiais encontraram preservativos, duas porções de maconha e latas de cerveja. O Conselho Tutelar foi acionado e a polícia retornou à casa de onde o homem havia saído.

    Na residência, os militares encontraram quatro porções de maconha, acessórios sexuais, preservativos, gel lubrificantes, garrafas de cachaça, vodka, cerveja e energético e o chinelo de uma das crianças.

    O homem foi preso disse que só falaria na presença do advogado. Na delegacia, uma das vítimas disse que a adolescente de 15 anos recebia dinheiro para levar as outras meninas até o local combinado.

    A menina de 11 anos contou que após ser embriagada, foi trancada em um quarto e segurada por outra adolescente de 12 anos, para ser estuprada pelo suspeito, enquanto o crime era cometida as outras adolescentes consumiam bebida alcoólica no sofá da sala.

    Todas as meninas foram levadas até o Imol (Instituto Médico de Odontologia Legal) para fazer exame de corpo de delito. O suspeito foi preso em flagrante por estupro de vulnerável, corrupção de menores, tráfico de drogas, e por corromper ou facilitar a corrupção de menor de 18 anos ou induzir a prática.

    Fonte: Midiamax
    Por: Clayton Neves


    Imprimir