CAMPO GRANDE (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    07/06/2022

    Ordem do dia coloca seis vetos em pauta e um projeto de Lei na Câmara Municipal

    ©ARQUIVO
    Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande analisam seis vetos do Poder Executivo e um projeto de Lei, na sessão ordinária desta terça-feira (07). As proposição foram pautadas na Ordem do Dia e serão votadas em plenário.

    Dos seis vetos, um é total e é do Projeto de Lei de autoria dos vereadores Tiago Vargas (PSD) e Papy (SD) que quer autorizar a criação do Fundo Municipal para Políticas Penais. Os demais são PLC (Projeto de Leis Complementares) e receberam a decisão parcial da prefeita Adriane Lopes (Patriotas).

    Entre os vetos parciais, quatro são do Poder Executivo e as propostas sugerem pela criação do a instituição e organização do plano de cargos, carreiras e a remuneração da área da previdência social municipal e gestores dos serviços organizacionais. Além disso, o plano de carreira e remuneração para os assistentes sociais do município.

    Outro PLC é o quer transformar o cargo de “assistente de berçário, educador infantil e recreador” em “professor auxiliar de educação infantil”.

    O último é de autoria dos vereadores Dr. Victor Rocha e Edu Miranda que pede pela instalação do triturador de resíduos orgânicos em Campo Grande.

    Projeto de Lei

    Os parlamentares analisam em segunda discussão, o PL do vereador William Maksoud (PTB) que quer alterar a Rua Orestes Callavari, no bairro Centro-Oeste.