CAMPO GRANDE (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    05/12/2019

    Jair Bolsonaro concorre a título de Personalidade do Ano pela revista Time

    ©ARQUIVO
    Jair Bolsonaro está concorrendo a Personalidade do Ano de 2019 pelo concurso anual feito pela prestigiada revista Time. Esse é o segundo ano que o atual presidente do Brasil disputa o título.

    O brasileiro concorre com 57 nomes, entre personalidades do entretenimento, ativistas e políticos. Até o momento da publicação dessa matéria, 1% do voto público concorda com a nomeação, enquanto 99% discorda.

    Além de Bolsonaro, estão presentes também nomes como do presidente norte-americano Donald Trump, o francês Emmanuel Macron, o russo Vladimir Putin, o chinês Xi Jimping, o ucraniano Volodymyr Zelenski e o turco Recep Tayyip Erdogan.

    Entre os primeiros-ministros, destacam-se Boris Johnson, do Reino Unido, Narendra Modi, da Índia, Jacinda Adern, na Nova Zelândia, e Justin Trudeau, do Canadá.

    Embora a votação leve em conta a opinião pública, a revista adverte que a escolha final ainda passa pelos editores da revista. O intuito da enquete, segundo a publicação, "provê informações relevantes sobre a opinião pública, dando aos leitores uma chance de influenciar na escolha".

    Personalidade do Ano 2018

    Em 2018, quem ganhou o prêmio foram os jornalistas que enfrentaram perseguição, prisão ou assassinato por suas reportagens em uma reportagem que os estampava como "Os Guardiões e a Guerra da Verdade".

    Os destacados em quatro capas diferentes foram: Jamal Khashoggi, colunista do Washington Post assassinado por suas críticas ao príncipe herdeiro da Arábia Saudita; Maria Ressa, editora do site de notícias filipino Rappler, que foi indiciada por sua cobertura crítica das políticas controversas de violência do presidente; Wa Lone e Kyaw Soe Oo, jornalistas da Reuters capturados em Mianmar enquanto investigavam um massacre de muçulmanos Rohingya; e a Capital Gazette, uma empresa jornalística de Maryland, alvo de um atirador que matou cinco de seus funcionários em um tiroteio em massa.

    Do UOL, em São Paulo



    Imprimir