CAMPO GRANDE (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    13/02/2019

    Senar/MS: Atendimento personalizado garante resultados a 450 horticultores de MS

    ©DIVULGAÇÃO
    As tecnologias apresentadas pelo Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural elevam a rentabilidade dos 450 horticultores atendidos pelo programa de ATeG - Assistência Técnica e Gerencial. A iniciativa já abrange 34 municípios de Mato Grosso do Sul. A meta para 2019 é alcançar 800 produtores rurais em todo o estado.

    O programa é indicado para agricultores familiares, para quem pretende incrementar a renda ou mesmo para investidores que querem aumentar a lucratividade do seu negócio.

    “Os produtores estão cada vez mais organizados, donos do seu negócio. Diversificam a produção, com diferentes culturas, utilizando escalonamento de forma coerente e o resultado são hortifrútis de qualidade e melhor comercialização, já que atendem as exigências do mercado”, explica o coordenador de ATeG, Francisco Paredes, destacando que existe um estudo realizado no local para viabilizar a venda dos produtos.

    O atendimento realizado pela equipe técnica é personalizado e a tecnologia aplicada na produção é direcionada conforme a sua realidade de cada um. “A indicação de técnicas como cobertura de solo, irrigação localizada, cultivo protegido, fertirrigação, entre outros, depende da avaliação realizada pelo profissional. A ação acontece de forma conjunta”, ressalta o coordenador do Programa Hortifrúti Legal, Dorly Scariot Pavei.

    Outro método simples e bastante eficaz é o caderno de campo. “Com as anotações, os produtores conseguem ter controle total da gestão financeira na parte produtiva”, complementa.

    Para participar da ATeG, o interessado precisa procurar pelo sindicato rural do seu município, participar de uma reunião de apresentação da metodologia utilizada pelo Senar/MS, receber capacitação no Curso Negócio Certo Rural, para melhorar a gestão da propriedade e receber a equipe que fará visita mensal.

    Comercialização - Para dar suporte ao horticultor atendido pelo programa de ATeG, a equipe técnica realiza um estudo dos mercados locais e apresenta alternativas para comercialização de legumes, frutas e hortaliças.

    Em 2018 o valor da comercialização dos itens produzidos nas propriedades que recebem a Assistência Técnica foi de R$ 6 milhões e a expectativa para este ano é de R$ 10 milhões. 

    Educação no Campo – Toda quarta-feira você conhece uma iniciativa do Senar/MS em nosso portal institucional. Informações sobre o mercado da horticultura no estado você confere clicando aqui.


    Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul 
    Por: Ellen Albuquerque



    Imprimir