Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    28/01/2019

    TRAGÉDIA| Sobe para 60 número de mortos em Brumadinho; há 292 desaparecidos

    Até o momento, 19 corpos foram identificados, 192 pessoas foram resgatadas e 382 localizadas

    ©Washington Alves/Reuters
    O número de vítimas fatais após o rompimento da barragem Mina do Feijão, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, subiu para 60, segundo informou o Corpo de Bombeiros, na manhã desta segunda-feira (28). Conforme o porta-voz da Defesa Civil de MG, 135 pessoas estão desabrigadas.

    Há ainda 292 pessoas ainda desaparecidas, enquanto 192 foram resgatadas com vida até o sábado (26). "Não sabemos a quantidade de corpos ainda, mas os trabalhos estão sendo feitos. Por conta desse fato, vamos estender as buscas neste domingo", afirmou o tenente-coronel Flávio Godinho, da Defesa Civil de Minas Gerais.

    A Polícia Civil de Minas informou que 19 mortos já foram identificados; veja a lista com os nomes das vítimas.

    O presidente da Vale, Fabio Schvarstman, disse estar "consternado" com o rompimento da barragem da mineradora e afirmou que não conhece as causas da tragédia nem sua dimensão exata.

    Um gabinete de crise da tragédia em Brumadinho foi estruturado na Faculdade Asa, que fica a pouco mais de seis quilômetros do local do acidente. 

    Em entrevista a uma rádio de Brumadinho, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o rompimento da barragem da cidade poderia ser evitado.

    NAOM



    Imprimir