CAMPO GRANDE (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    27/01/2019

    Número de mortos em Brumadinho chega a 37; há mais de 250 desaparecidos

    Até o momento, 366 pessoas foram resgatadas, sendo 221 funcionários da Vale e 145 terceirizados

    ©Adriano Machado / Reuters
    O Corpo de Bombeiros atualizou na manhã deste domingo (27) o número de corpos encontrados após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, nesta sexta-feira (25). Até o momento, são 37 vítimas fatais, de acordo com dados oficiais.

    Oito pessoas já foram identificadas, sendo a primeira a médica Marcelle Porto Cangussu, que trabalhava na Vale há 5 anos.

    Mais de 250 pessoas ainda estão desaparecidas, enquanto 192 foram resgatadas com vida. Há vítimas hospitalizadas e desabrigadas. 

    O presidente da Vale, Fabio Schvarstman, disse estar "consternado" com o rompimento da barragem da mineradora e afirmou que não conhece as causas da tragédia nem sua dimensão exata.

    Um gabinete de crise da tragédia em Brumadinho está sendo estruturado na Faculdade Asa, que fica a pouco mais de seis quilômetros do local do acidente. 

    Em entrevista a uma rádio de Brumadinho, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o rompimento da barragem da cidade poderia ser evitado.

    NAOM



    Imprimir