Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    29/10/2018

    Homem é preso por matar e emparedar mulher em casa

    Crime teria ocorrido em 2005, mas esqueleto da vítima só foi descoberto em 2015

    ©Reuters
    O pedreiro Eguimar Ferreira de Souza, que confessou ter matado e emparedado a auxiliar de serviços gerais Adriana da Silva Breda, foi preso na cidade de Porto Seguro, na Bahia, na última sexta-feira (26). A informação só foi divulgada hoje (29).

    O crime teria sido cometido em 2005, em Vila Velha (ES), mas só foi descoberto em 2015. Segundo o portal G1, à época, a vítima foi dada como desaparecida, mas o corpo não havia sido localizado, até 2015, quando foi descoberto durante uma reforma na antiga residência de Eguimar.

    O imóvel foi vendido por ele, anos depois do crime, e o novo proprietário, ao realizar obras na casa, encontrou um esqueleto por traz de uma parede.

    Eguimar confessou o crime. Disse ter dado uma "gravata" na mulher, com quem mantinha um relacionamento amoroso, e depois afirmou ter usado uma marreta para dar três pancadas na cabeça da vítima.

    Ele chegou a ser detido, mas o mandado de prisão preventiva não chegou a tempo e ele foi liberado. Desde então, migrava de cidade em cidade. Conforme a polícia, em cada lugar, trabalhava e levava uma vida normal, porém, não costumava se demorar muito, por receio de ser descoberto.

    Adriana tinha 32 anos quando foi assassinada.

    NAOM