Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    26/10/2018

    Erros do PSL e propaganda do PT motivaram queda de Bolsonaro

    A avaliação foi feita por aliados do capitão reformado

    ©Ricardo Moraes/Reuters
    A última pesquisa Datafolha, divulgada na noite desta quinta-feira (25), mostrou que a vantagem de Jair Bolsonaro sobre Fernando Haddad nas intenções de voto diminuiu.

    E políticos de siglas que apoiam o capitão reformado atribuem a queda dele a diversos fatores, como aponta a coluna “Painel”, da Folha de S.Paulo. Entre estes fatores estão a retórica explosiva de Bolsonaro e dos filhos, o que é visto como um erro do PSL, e a subida de tom da propaganda eleitoral do PT, que evidenciou a relação do adversário com o coronel Brilhante Ustra, torturador da ditadura.

    No entanto, esses mesmos dirigentes não acreditam numa virada de Fernando Haddad, mas veem uma vitória menos confortável para Jair. Nomes fortes do DEM e do centrão dizem ainda que uma vantagem menor de Bolsonaro pode ser boa, pois servirá para ensinar o militar da reserva que é preciso negociar para governar.

    NAOM


    Imprimir