Campo Grande (MS),

  • LEIA TAMBÉM

    22/08/2018

    ELEIÇÕES 2018| Datafolha: sem Lula, Bolsonaro lidera com 22%, seguido por Marina, com 16%

    Provável substituto do ex-presidente na eleição, Fernando Haddad aparece com apenas 4% no levantamento, divulgado pelo jornal Folha de S.Paulo.


    Jair Bolsonaro, Geraldo Alckmin, Fernando Haddad, Marina Silva e Ciro Gomes (Dida Sampaio/Agência Estado - José Cruz/Agência Brasil - Rodolfo Buhrer/Reuters - Nelson Almeida/AFP)

    O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) lidera a nova pesquisa Datafolha para as eleições de 2018 com 22% das intenções de voto, no cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), inelegível pelo atual entendimento da Lei da Ficha Limpa, por ter sido condenado em segunda instância na Operação Lava Jato. O levantamento foi divulgado na madrugada desta quarta-feira pelo jornal Folha de S.Paulo.

    Em segundo lugar, aparece a ex-senadora Marina Silva (Rede), que tem 16%. Empatados tecnicamente em terceiro aparecem Ciro Gomes (PDT), com 10%, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%. Provável substituto de Lula na disputa, Fernando Haddad (PT) tem 4%, assim como Alvaro Dias (Podemos). Henrique Meirelles (MDB) e João Amoêdo (Novo) aparecem com 2% cada.

    Com 1%, aparecem os candidatos Cabo Daciolo (Patriota), Guilherme Boulos (PSOL), Vera Lúcia (PSTU) e João Goulart Filho (PPL). José Maria Eymael, do DC, não pontua.

    O ex-presidente Lula registrou a sua candidatura junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas foi alvo de diversos pedidos de impugnação, em virtude da Ficha Limpa. O ministro Luís Roberto Barroso, do TSE, é o relator do processo na Corte. Hoje registrado como candidato a vice-presidente, Haddad é o provável substituto na disputa.

    No cenário em que Lula é autorizado a concorrer, o ex-presidente lidera, com 39% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro (19%), Marina (8%), Alckmin (6%), Ciro (5%), Alvaro (3%), Amoêdo (2%). Meirelles, Boulos, Daciolo e Vera aparecem com 1%. Goulart Filho e Eymael não pontuam.


    Fonte: Veja


    Imprimir